Menu
2019-04-04T14:11:39-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Projeto no forno

Guedes volta a sinalizar sobre plano de recuperação financeira dos Estados

Proposta será a primeira de um pacote de medidas de auxílio aos Estados, que em sua maioria vivem um estado de calamidade financeira

28 de março de 2019
16:27 - atualizado às 14:11
O ministro da Economia, Paulo Guedes
Imagem: Valter Campanato/Agência Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a falar nesta quinta-feira, 28, do plano de ajuda aos Estados. Após almoço com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), Guedes disse que, na conversa que teve com governadores, já anunciou um plano de equilibro financeiro para os Estados, em três dimensões.

Segundo ele, o primeiro plano é de equilíbrio financeiro, onde cada governador que apresentar um programa de ajuste terá uma antecipação de recursos. "Porque ele (governador) pegou o carro com o tanque vazio e não adianta ele fazer o sacrifício e entregar depois com o tanque cheio. Então, vamos fazer uma antecipação para ele poder ter recurso", disse o ministro.

A segunda dimensão do plano, explicou Guedes, está com o BNDES, "que é um plano de tangibilização de ativos". "O Estado que tiver ativos e quiser uma antecipação de recursos, vamos fazer mediante contrapartida também de garantias de ativos que o Estado tem", explicou.

Outro ponto que está sendo estudado e será anunciado, segundo Guedes, é com relação à Lei Kandir. "Tem um plano que chamam de fundo de exportação que também dá uns R$ 2 bilhões por ano e vamos lançar já no ano que vem a transferência de recursos para Estados e municípios."

O ministro disse que é preciso desenhar o futuro em torno desses novos eixos dos poderes. "Vamos antecipar recursos financeiros também para Estados e municípios. Vamos criar, na verdade, é o fundo social, mas vamos aportar recursos", disse.

Por fim, o ministro ainda lembrou do pacto federativo, que envolve a repartição dos recursos do pré-sal.

Questionado sobre a PEC do Orçamento, aprovada nesta semana na Câmara, que engessa ainda mais o orçamento da União, Guedes desconversou.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

seu dinheiro na sua noite

O IPO da Caixa Seguridade vem aí; vale a pena entrar?

Depois de algumas idas e vindas, o já mítico IPO da Caixa Seguridade finalmente vai sair. O processo de abertura de capital da holding de seguros da Caixa Econômica Federal foi paralisado duas vezes no ano passado, mas finalmente será concluído na semana que vem, com a estreia das ações na bolsa. O IPO da […]

plano do ipo

Espaçolaser compra lojas franqueadas em GO e PR por R$ 35,6 milhões

Rede de depilação já detinha opção de compra; no início do mês, companhia anunciou aquisição de outras 18 lojas

FECHAMENTO

Bolsa, dólar e juros terminam o dia no vermelho com repercussão do Orçamento e novo plano Biden

Plano de Biden de aumentar impostos não agradou o mercado e a perspectiva de nova injeção de estímulos puxou para baixo o dólar. Já os juros futuros recuaram de olho na sanção do Orçamento

dança das cadeiras

Carrefour muda alto escalão, em processo de integração com Grupo BIG

Sébastien Durchon deixa o cargo de vice-presidente de finanças e de relações com investidores; executivo ficará à frente do processo de integração com a companhia adquirida

Concorrência pesa

Lucro líquido da Intel despenca 41% no 1º trimestre

Apesar do resultado negativo, a receita da companhia caiu apenas 1% na comparação com os primeiros três meses do ano passado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies