Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-10-15T18:37:56-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Débito ou crédito

UOL vai vender até 11% das ações que detém na PagSeguro em nova oferta na bolsa de Nova York

Com a notícia, as ações da PagSeguro amargavam uma queda de quase 15%. No preço de fechamento de ontem (US$ 46,29), o UOL embolsaria até US$ 892 milhões (R$ 3,7 bilhões) com a venda dos papéis

15 de outubro de 2019
12:48 - atualizado às 18:37
PagBank PagSeguro Alessandra Negrini
Imagem: Divulgação

A empresa de maquininhas de cartão PagSeguro surpreendeu o mercado na manhã de hoje com o anúncio de que o UOL – controlador da companhia – pretende vender até 11% de suas ações na companhia (equivalente a 5,8% do total de papéis) em uma nova oferta na bolsa de Nova York (Nyse).

Com a notícia, os papéis (PAGS) amargaram uma queda de 12,29% nesta terça-feira (15), cotadas a US$ 40,60. Os investidores costumam interpretar a venda pelo controlador como um sinal de que as ações estão caras.

Se a oferta fosse fechada com base no preço de fechamento de ontem (US$ 46,29), o UOL embolsaria até US$ 892 milhões (R$ 3,7 bilhões) com a venda. Mesmo com a queda de hoje, as ações acumulam uma alta de quase 110% em 2019.

O UOL é controlado indiretamente por Luis Frias, que foi alçado à condição de bilionário no início do ano passado com o IPO (sigla em inglês para oferta pública de ações) da PagSeguro. A família do empresário também é dona do jornal Folha de S.Paulo.

A empresa de maquininhas cresceu ao explorar um filão que não era atendido pelas empresas que dominavam o mercado: o do pequeno empreendedor, com a venda dos terminais no lugar do aluguel.

A concorrência demorou a reagir, mas também passou a atender o segmento com propostas agressivas de preço que caracteriza a chamada "guerra das maquininhas". A Cielo, líder de mercado, anunciou recentemente o lançamento de uma conta digital com um aplicativo e a Stone anunciou uma associação com o Grupo Globo para atuar nesse mercado.

A PagSeguro reagiu ao ataque ampliando as frentes de batalha. Neste ano, a companhia lançou o próprio banco digital, o PagBank, que atingiu 1,867 milhão de usuários ativos no fim de setembro, um avanço de 470 mil no trimestre.

Após a venda, o total de ações em circulação da PagSeguro pode chegar a 54,7%. Mas Frias permanecerá dando as cartas na companhia, já que o UOL detém uma classe de ações com "superpoderes", que dá direito a dez votos por cada papel.

Prévia do trimestre

Junto com a oferta, a PagSeguro anunciou a prévia dos resultados do terceiro trimestre. O número de clientes ativos da empresa atingiu a marca de 5 milhões em setembro, um avanço de 1,2 milhão em 12 meses.

O volume de transações realizadas pelas maquininhas da empresa atingiu R$ 29,4 bilhões, um crescimento de 44,8% em relação ao terceiro trimestre de 2018. A expectativa da PagSeguro é que o lucro líquido deve ficar entre R$ 330 milhões e R$ 340 milhões, uma alta de até 46,8%.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Ele está de volta?

Setores fazem pressão por volta do horário de verão

Criado com a finalidade de aproveitar o maior período de luz solar durante a época mais quente do ano, o horário de verão foi instituído no Brasil em 1931 pelo então presidente Getúlio Vargas e adotado em caráter permanente a partir de 2008.

MANOBRAS

Juiz põe no banco dos réus ex-gestores do banco Máxima por gestão fraudulenta

O Banco Máxima S.A. informa que seus atuais acionistas assumiram a administração do banco em 2018, após aprovação pelo Banco Central, e que os integrantes da antiga gestão não têm mais qualquer relação com a instituição financeira

Foguete? Tô fora!

Warren Buffet: o bilionário que não quer conhecer as estrelas

Enquanto Bezos, Musk e Branson protagonizam a nova corrida especial, o Oráculo de Omaha prefere apenas observar

O melhor do Seu Dinheiro

O seu momento Sherlock Holmes

Na adolescência, ouvia que quem buscasse por romance policial brasileiro deveria ler algo do Rubem Fonseca. Era uma vontade minha achar uma história desse gênero que fosse mais próxima da minha realidade — e o filtro nacionalidade me pareceu o mais adequado.  A ideia surgiu depois de ter conhecido parte das histórias criadas por Agatha […]

Mesa Quadrada

Comentarista da ESPN Paulo Antunes fala da sua paixão por futebol americano e experiência no mercado financeiro

Ele conta sobre suas aventuras na cobertura de futebol americano e basquete e ainda revela seus investimentos na Bolsa em novo episódio do podcast Mesa Quadrada

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies