Menu
2019-04-26T18:02:35-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico. Em 2020, foi eleito pela Jornalistas & Cia como um dos 10 profissionais de imprensa mais admirados no segmento de economia, negócios e finanças.
Ações em alta

‘Resultados muito fortes’: veja como os analistas receberam o balanço da Lojas Renner

Os números trimestrais da Lojas Renner agradaram os analistas, que destacaram a expansão na receita e o crescimento das vendas no conceito mesmas lojas (SSS)

26 de abril de 2019
15:16 - atualizado às 18:02
Fachada da loja Renner do Shopping Morumbi, zona sul da capital paulista.
Papéis da Renner acumulam ganhos de mais de 8% na semana - Imagem: Estadão Conteúdo/Fernando Pereira

As ações ON da Lojas Renner já haviam subido 5,56% na sessão de quinta-feira (25), em meio à expectativa do mercado em relação ao balanço da companhia, que seria divulgado após o fechamento do pregão. E, a julgar pelo comportamento dos papéis nesta sexta-feira, os resultados trimestrais não decepcionaram.

O Ibovespa fechou o dia em queda de 0,33%, aos 96.236,04 pontos, mas as ações da Lojas Renner tiveram alta de 0,87%, a R$ 46,25 — na máxima, os papéis chegaram a avançar 3,16%, a R$ 47,30. Com o desempenho de hoje, os ativos da varejista fecharam a semana com ganho acumulado de mais de 8%.

A empresa obteve lucro líquido de R$ 161,6 milhões entre janeiro e março deste ano, alta de 45% ante o mesmo período de 2018. A geração de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização) total ajustado avançou 26,8% na mesma base de comparação, para R$ 316,3 milhões.

Entre os analistas, o tom foi praticamente unânime: os resultados foram considerados fortes e deram suporte à visão otimista em relação à empresa. O avanço da receita líquida e a evolução das vendas no conceito mesmas lojas foram alguns dos pontos mais celebrados — por outro lado, a fraqueza do segmento de produtos financeiros foi apontada como fator negativo.

BTG Pactual — O melhor desempenho no setor de varejo

Recomendação: Compra
Preço-alvo: R$ 51,00

"A receita líquida das vendas de mercadorias cresceu 18% na base anual, em linha com nossas projeções, impulsionada por um avanço forte de 12,7% nas vendas no conceito mesmas lojas (SSS)"

"Camicado e Youcom foram novamente destaques positivos, com crescimento de receitas de 12% e 37%, respectivamente"

"As despesas com vendas, gerais e administrativas (SG&A) cresceram 11%, abaixo do ritmo de expansão da receita líquida"

"A divisão de produtos financeiros teve um desempenho mais fraco em relação ao trimestre passado, com resultados 7,4% abaixo de nossas estimativas"

Bradesco BBI — Mais alavancagem operacional

Recomendação: Outperform (compra)
Preço-alvo: R$ 51,00

"A força das vendas no critério mesmas lojas nos dois últimos trimestres mostra que a Renner não é somente uma ação defensiva que tem um bom desempenho em condições difíceis, mas também uma companhia que pode aproveitar um ambiente de demanda mais forte no Brasil"

"Os resultados muito fortes das operações de varejo ressaltam a execução da estratégia da Renner, a melhor do setor"

"Vimos um retorno da alavancagem operacional no quarto trimestre de 2018, e essa tendência continuou fortemente no primeiro trimestre deste ano"

Safra - Resultados positivos e acima das expectativas

Recomendação: Outperform (compra)
Preço-alvo: R$ 46,80

"O balanço da Renner veio forte, com a receita e o controle de custos surpreendendo positivamente"

"Os resultados novamente impressionaram, especialmente considerando o ambiente macroeconômico desafiador. Assim, mantemos a recomendação outperform com base na execução e nos fundamentos de longo prazo"

Brasil Plural - Competitivo, como sempre

Recomendação: Overweight (compra)
Preço-alvo: R$ 53,00

"Os resultados positivos da Renner no trimestre não trouxeram grandes surpresas para o nosso modelo. Como esperado, a companhia manteve seu ritmo, registrando crescimento convincente da receita e mantendo margens saudáveis"

"Por outro lado, os produtos financeiros continuam sofrendo com a base de comparação mais forte do ano passado, com o efeito negativo da provisão pela adição do IFRS9 e com a cautela dos consumidores em relação ao crédito"

"As três marcas reportaram crescimento de vendas de dois dígitos, refletindo a assertividade de uma coleção única em comparação com seus concorrentes diretos"

Itaú BBA - A alavancagem operacional retornou

Recomendação: Outperform (compra)
Preço-alvo: R$ 37,00

"A Renner é, potencialmente, a varejista de melhor desempenho em nosso universo de cobertura. A receita supera os concorrentes de maneira consistente, e a alavancagem operacional retornou".

"Encontramos tudo o que esperávamos nos resultados da Renner. A habilidade para manter crescimento de receita não deve passar despercebida"

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

atenção, acionista

Carrefour paga R$ 175 milhões em juros sobre capital próprio e altera valor de dividendos

Cifra equivale a R$ 0,088148225 por ação em circulação; também anunciou uma modificação do valor por ação dos dividendos aprovados em abril, de R$ 0,382372952 para R$ 0,382361396

maior apetite por risco

Empresas do Brasil captam US$ 4,6 bilhões; montante deve aumentar com ofertas de Stone e Light

Emissores brasileiros haviam paralisado planos de captar no exterior nos últimos meses, em meio à turbulência interna com a pandemia e o aumento do juro norte-americano

em meio ao aumento de consumo de frango

SuperFrango, de Goiás, retomará IPO de R$ 1 bilhão

Após resolver adiar a operação, a empresa fará uma apresentação mais cuidadosa de seu negócio aos analistas; oferta é estimada entre R$ 1 bilhão e R$ 1,5 bilhão

levantamento

Estatais descumprem critérios do marco do saneamento

GO Associados calculou que as companhias públicas do Rio Grande do Norte, Santa Catarina, Alagoas, Maranhão, Amazonas, Pará, Piauí, Roraima, Rondônia e Amapá não atendem a todos os critérios da “etapa 1” do decreto – que prevê o cumprimento de índices mínimos dos indicadores econômicos-financeiros

questionamentos em brasília

Novo marco de saneamento é alvo de ofensiva no Supremo e no Congresso

No Supremo, mais de 20 empresas estatais que prestam hoje serviços no setor querem a volta da possibilidade de fechar os chamados “contratos de programa”, diretamente com as Prefeituras e sem licitação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies