Menu
2019-12-04T14:44:14-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
se depender do presidente...

Privatizar o Banco do Brasil? Bolsonaro diz que possibilidade é zero

4 de dezembro de 2019
14:40 - atualizado às 14:44
Presidente Jair Bolsonaro
Presidente da República, Jair Bolsonaro. - Imagem: Alan Santos/PR

O presidente da República, Jair Bolsonaro, negou nesta quarta-feira (4) a intenção de privatizar o Banco do Brasil ou a Caixa Econômica Federal, após rumores de que a desestatização do BB estava nos planos do Ministério da Economia.

"Da minha parte, não existe qualquer intenção de pensar em privatizar Banco do Brasil ou Caixa Econômica, zero", disse o presidente.

No início desta semana, o jornal O Globo disse que o ministro Paulo Guedes e sua equipe tentariam convencer Bolsonaro a aceitar vender a instituição pública. Segundo a publicação, a privatização do Banco do Brasil poderia ocorrer até o fim do mandato, em 2022.

Em outubro deste ano, o presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, chegou a afirmar que a privatização do Banco do Brasil era inevitável, ressaltando que era sua "opinião pessoal".

"Do jeito que a modernização do sistema bancário se acelera, nesse mundo de inovações constantes, é óbvio que uma instituição publica não vai ter a mesma velocidade de adaptação", afirmou Novaes naquela época.

Nesta semana, o secretário de especial de Desestatização do Ministério da Economia, Salim Mattar, em entrevista exclusiva ao Seu Dinheiro, afirmou que o governo tentaria a desestatização apenas de subsidiárias do BB, Caixa Econômica e Petrobras.

Nesta quarta, as ações ordinárias do Banco do Brasil (BBAS3) subiam 0,64%, a R$ 48,70. No ano, a valorização dos ativos é da ordem de 9%. Acompanhe nossa cobertura dos mercados.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Orçamento em foco

Presidente da Câmara defende a desvinculação total do orçamento

Arthur Lira (PP-AL) rejeita tese segundo a qual desvinculação deixaria setores essenciais sem recursos

Liminar

Tribunal de Contas de São Paulo suspende leilão de linhas da CPTM

Leilão estava previsto para a próxima terça-feira

Contra a pandemia

Câmara dos EUA aprova pacote de US$ 1,9 trilhão

Projeto de lei segue agora para o Senado

IPO registrado

Rio Branco Alimentos protocola pedido de registro de oferta pública de ações

Oferta será primária e terá como coordenador-líder o Citi, além da coordenação do Bank of America Merril Lynch e do BTG Pactual

Boleto salgado

Aneel mantém bandeira amarela em março; conta de luz continua com taxa adicional

É o terceiro mês consecutivo que o órgão regulador aciona bandeira neste patamar

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies