Menu
2019-05-17T10:05:43-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Otimismo demais?

Para Guedes, reforma da Previdência pode ser aprovada em 60 dias

Segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes, o Brasil deve retomar o crescimento econômico e atingir o saneamento fiscal no horizonte de 10 a 15 anos com a aprovação da reforma

17 de maio de 2019
8:00 - atualizado às 10:05
Paulo Guedes
Paulo Guedes - Imagem: Marcelo Fonseca/Estadão Conteúdo

Na cerimônia de entrega do prêmio Personalidade do Ano, concedido pela Câmara de Comércio Brasil - EUA ao presidente Jair Bolsonaro em Dallas (Texas), o ministro da Economia Paulo Guedes falou sobre suas expectativas para a aprovação da reforma da Previdência. O ministro acredita que é possível aprovar a pauta no Congresso em 60 dias.

Durante a viagem, Guedes teria conversado com os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), sobre um calendário de votação da proposta.

Paulo Guedes afirmou que o Brasil deve retomar o crescimento econômico e atingir o saneamento fiscal no horizonte de 10 a 15 anos. Segundo o ministro, o País gasta US$ 100 bilhões por ano "sem poder sair da pobreza". "Isso vai ser maravilhoso, vai mudar totalmente a perspectiva do País", completou.

Realismo

Enquanto o ministro da Economia segue confiante na aprovação rápida da reforma da Previdência, Rodrigo Maia e o relator da reforma n Comissão Especial da Câmara seguem mais realistas. Maia afirmou que o calendário original proposto se mantém. A previsão é que a proposta seja aprovada no plenário da Câmara em julho e só depois deve seguir para a tramitação no Senado.

Já o relator Samuel Moreira afirmou que tem como prazo apresentar seu relatório no máximo até a segunda semana de junho. Em entrevista à GloboNews, Moreira lembrou que a proposta está no período de recebimento de emendas e que audiências públicas ainda serão realizadas para debater especificidades do texto.

Para Moreira, o governo "tem dado caneladas desnecessárias", que podem atrapalhar a tramitação do texto e que é preciso blindá-la e "despi-la" de questões partidárias.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

O melhor do seu dinheiro

Alguém chame os bombeiros

Hoje tivemos mais um dia de grande volatilidade nos mercados brasileiros, que entraram em parafuso com o temor de que o teto de gastos poderia vir a ser furado. Os investidores aguardam com grande ansiedade a votação da PEC Emergencial, aquela que permitirá o retorno do auxílio emergencial. E rumores de que ela seria desidratada […]

FECHAMENTO

Em dia de alta volatilidade, Lira salva Ibovespa de um fiasco e segura o dólar em R$ 5,66

A volatilidade reinou absoluta nesta quarta-feira (03) e mais uma vez Brasília foi responsável por movimentar os negócios no Brasil. Lá fora, o dia foi de cautela com a alta dos juros futuros

Luz no fim do túnel?

Ministério da Saúde avança em negociações com laboratórios para comprar vacinas

A declaração do MS foi dada pelo titular da pasta, Eduardo Pazuello, em reunião com a Confederação Nacional de Municípios (CNM).

Crypto News

Bitcoin para leigos e descrentes também

Descrever algo tão complexo como o Bitcoin exige repertório, dedicação e um pouco de sedução de quem apresenta.

Ruim, mas nem tanto?

“É um dos países que menos caíram no mundo”, afirma Bolsonaro, sobre queda de 4% no PIB

Para Bolsonaro a queda do PIB só não foi maior devido a movimentação da economia gerada pelo auxílio emergencial.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies