Menu
2019-10-07T08:37:26-03:00
Estadão Conteúdo
Alta temporada

Oferta de ações na bolsa pode alcançar R$ 20 bilhões em outubro

Volume das ofertas neste ano pode superar já neste mês os R$ 70 bilhões, o mesmo valor atingido em 2007, ano de ouro do mercado de capitais no Brasil

7 de outubro de 2019
8:13 - atualizado às 8:37
IPO
Imagem: Shutterstock

O volume de ofertas de ações na B3, a Bolsa de São Paulo, em outubro tem potencial para alcançar R$ 20 bilhões, com o impulso da oferta subsequente (follow on) do Banco do Brasil, que deve chegar perto dos R$ 8 bilhões. Além dessa emissão "jumbo", a Bolsa brasileira deverá ser palco de três estreias, com as ofertas iniciais de ações (IPO, na sigla em inglês) da rede de joalheria Vivara, a varejista C&A e o Banco BMG.

No mês passado, quando a janela para emissões se abriu após o fim do período de férias no Hemisfério Norte, o volume de ofertas subsequentes somou pouco mais de R$ 3,6 bilhões, com o Banco Pan, as incorporadoras Trisul e EzTec, a empresa de tecnologia Sinqia (ex-Senior Solution) e a empresa de energia Ômega. O Banrisul também fez sua tentativa, mas sofreu resistência por parte sos investidores e cancelou sua oferta.

Agora, para outubro, além do BB, estão na fila as ofertas da Cyrela Commercial Properties (CCP), Positivo Tecnologia e Lopes, mas o número ainda deve crescer, dado o alto número de empresas que já contrataram o sindicato de bancos para realizarem suas ofertas. O momento bastante otimista para essas emissões tem chamado a atenção de um grupo cada vez maior de companhias.

A captação líquida dos fundos locais tem garantido, até aqui, demanda para as ofertas, em um momento em que o investidor estrangeiro ainda demonstra cautela em relação ao Brasil. A indústria de fundos de investimento acumula captação líquida de R$ 205,7 bilhões em 2019 até setembro, de acordo com dados da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). Com isso, os gestores seguem em busca de oportunidades no mercado, analisando com atenção as ofertas de ações.

O volume das ofertas neste ano pode superar já neste mês os R$ 70 bilhões, o mesmo valor atingido em 2007, ano de ouro do mercado de capitais no Brasil. Em 2010 o volume foi superior ao de 2007, mas contou com a megacapitalização da Petrobras, de mais de R$ 120 bilhões, o que distorceu o dado.

As ofertas em setembro já começaram a mostrar uma tendência que também será observada em algumas ofertas em outubro. Apesar de a operação do BB ser exclusivamente secundária, com a Caixa Econômica Federal vendendo suas ações, além de papéis detidos na própria Tesouraria do BB, as outras ofertas contarão com a presença do componente primário, com recursos sendo destinados ao caixa das empresas e sendo direcionados para investimentos.
Além do IPO da Vivara, cuja ação terá o valor definido no início desta semana, a agenda de outubro ainda conta com a estreia da C&A e do BMG na B3.

A Iguá Saneamento, que também protocolou seu pedido de oferta na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), deve postergar sua operação, dado que não chegou a um entendimento com os investidores sobre o preço da companhia para o IPO. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Novidades na B3?

Multilaser e Invest Tech entram na fila de pedidos de IPO

As duas empresas engrossam a lista de ofertas em análises na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que já conta com 28 pedidos

Ainda falta chão...

Reforma administrativa dá mais um passo na Câmara dos Deputados

O relator leu hoje seu parecer pela constitucionalidade da proposta na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ); votação deve ocorrer a partir do dia 20

Novo momento

Fertilizantes Heringer registra prejuízo líquido de R$ 7,46 milhões no 1º tri

Empresa teve melhor Ebitda da história para um primeiro trimestre, mas resultado foi impactado por despesas financeiras

na b3

GetNinjas estreia em queda na bolsa, após IPO com ação abaixo do previsto

Empresa levantou R$ 550 milhões na oferta inicial de ações, com desconto de quase 20% do valor do papel em relação ao preço mínimo da faixa

Diversificando

BTG Pactual lança fundo de investimento 100% em bitcoin

O lançamento vem em linha com a diversificação de ativos oferecidos pelo banco

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies