Menu
2019-10-07T08:37:26-03:00
Alta temporada

Oferta de ações na bolsa pode alcançar R$ 20 bilhões em outubro

Volume das ofertas neste ano pode superar já neste mês os R$ 70 bilhões, o mesmo valor atingido em 2007, ano de ouro do mercado de capitais no Brasil

7 de outubro de 2019
8:13 - atualizado às 8:37
IPO
Imagem: Shutterstock

O volume de ofertas de ações na B3, a Bolsa de São Paulo, em outubro tem potencial para alcançar R$ 20 bilhões, com o impulso da oferta subsequente (follow on) do Banco do Brasil, que deve chegar perto dos R$ 8 bilhões. Além dessa emissão "jumbo", a Bolsa brasileira deverá ser palco de três estreias, com as ofertas iniciais de ações (IPO, na sigla em inglês) da rede de joalheria Vivara, a varejista C&A e o Banco BMG.

No mês passado, quando a janela para emissões se abriu após o fim do período de férias no Hemisfério Norte, o volume de ofertas subsequentes somou pouco mais de R$ 3,6 bilhões, com o Banco Pan, as incorporadoras Trisul e EzTec, a empresa de tecnologia Sinqia (ex-Senior Solution) e a empresa de energia Ômega. O Banrisul também fez sua tentativa, mas sofreu resistência por parte sos investidores e cancelou sua oferta.

Agora, para outubro, além do BB, estão na fila as ofertas da Cyrela Commercial Properties (CCP), Positivo Tecnologia e Lopes, mas o número ainda deve crescer, dado o alto número de empresas que já contrataram o sindicato de bancos para realizarem suas ofertas. O momento bastante otimista para essas emissões tem chamado a atenção de um grupo cada vez maior de companhias.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

A captação líquida dos fundos locais tem garantido, até aqui, demanda para as ofertas, em um momento em que o investidor estrangeiro ainda demonstra cautela em relação ao Brasil. A indústria de fundos de investimento acumula captação líquida de R$ 205,7 bilhões em 2019 até setembro, de acordo com dados da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). Com isso, os gestores seguem em busca de oportunidades no mercado, analisando com atenção as ofertas de ações.

O volume das ofertas neste ano pode superar já neste mês os R$ 70 bilhões, o mesmo valor atingido em 2007, ano de ouro do mercado de capitais no Brasil. Em 2010 o volume foi superior ao de 2007, mas contou com a megacapitalização da Petrobras, de mais de R$ 120 bilhões, o que distorceu o dado.

As ofertas em setembro já começaram a mostrar uma tendência que também será observada em algumas ofertas em outubro. Apesar de a operação do BB ser exclusivamente secundária, com a Caixa Econômica Federal vendendo suas ações, além de papéis detidos na própria Tesouraria do BB, as outras ofertas contarão com a presença do componente primário, com recursos sendo destinados ao caixa das empresas e sendo direcionados para investimentos.
Além do IPO da Vivara, cuja ação terá o valor definido no início desta semana, a agenda de outubro ainda conta com a estreia da C&A e do BMG na B3.

A Iguá Saneamento, que também protocolou seu pedido de oferta na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), deve postergar sua operação, dado que não chegou a um entendimento com os investidores sobre o preço da companhia para o IPO. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

mais otimismo

FMI aumenta projeção para o PIB do Brasil para 2,2% em 2020

De acordo com o Fundo, a elevação da estimativa do PIB do Brasil para este ano ocorreu sobretudo devido à melhora do sentimento após a aprovação da reforma da Previdência

disputa entre gigantes

Bancos travam guerra silenciosa por clientes na área de crédito imobiliário

No ano passado, até o mês de novembro, o total de crédito imobiliário que migrou para outra instituição somou R$ 1,46 bilhão

Com juro menor, transferência de dívida de imóvel dispara

Ao fazer a portabilidade do financiamento, o consumidor pode conseguir reduzir o valor das parcelas e melhorar as condições do empréstimo

Um futuro melhor

Pesquisa global mostra brasileiros otimistas

Em 15 dos 28 países houve maioria de pessimistas. Esse grupo inclui todos os mercados mais desenvolvidos

CONTAGEM REGRESSIVA

Foi dada a largada para sua aposentadoria aos 40 anos (ou o quanto antes)…

Hoje pode começar a contagem regressiva para a sua aposentadoria precoce. Estou falando em ir do zero à liberdade financeira o mais rápido possível. Sim, você pode se aposentar aos 40 ou o quanto antes. Como? Eu gravei um vídeo para explicar todos os detalhes do projeto. Estou falando em ter dinheiro suficiente para fazer […]

exile on wall street

Ganhos exponenciais num futuro não tão distante

Estamos vivenciando hoje o grande salto tecnológico, capaz de criar negócios inimagináveis, ou de transformar brutalmente as companhias da velha economia em verdadeiras fortalezas

dinheiro no caixa

Governo recupera R$ 5,2 bilhões em dívidas quitadas de empresas com o Simples

Simples Nacional é um regime tributário especial que reúne o pagamento de seis tributos federais, além do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), cobrado por estados e pelo Distrito Federal, e do Imposto Sobre Serviços (ISS), arrecadado pelos municípios

Renda variável

UBS vê céu azul para bolsa brasileira, com alta de até 15% sobre emergentes

Desempenho da bolsa deve ser impulsionado pela recuperação da economia e dos lucros das empresas, além do ciclo de reformas e da migração de recursos para o mercado de ações, segundo os analistas do banco suíço

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta segunda-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

expectava para o evento

Em Davos, vou relatar que tiramos o Brasil da margem do abismo fiscal, diz Guedes

Sobre a decisão de Bolsonaro de não comparecer a Davos, o ministro reconheceu que, sempre que o presidente entrega pessoalmente a sua mensagem, “a imagem do país é fortalecida”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements