Menu
2019-10-14T14:10:22-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Dados da CNI

Indústria tem queda no custo industrial, mas perde competitividade

Retração nos custos não foi o suficiente para manter a atividade aquecida e a indústria perdeu competitividade no primeiro trimestre

12 de junho de 2019
11:41 - atualizado às 14:10
indústria-brasileira
Indústria brasileira - Imagem: José Cruz/Agência Brasil

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgou nesta quarta-feira (12) o estudo Indicador de Custos Industriais, que teve uma queda de 1% no primeiro trimestre de 2019. A comparação tem como base o quarto trimestre de 2018 e, segundo a entidade, é a maior retração no indicador desde o segundo trimestre de 2016, quando caiu 1,3%.

Segundo a CNI, a queda foi puxada pelos custos dos produtos intermediários, tanto domésticos como importados. As quedas superaram as altas nos custos tributário, com capital de giro e com energia. Esse foi o nono trimestre seguido que o custo de energia para a indústria apresentou alta, crescendo 1,0%.

Competitividade

A retração nos custos não foi o suficiente para manter a atividade aquecida e a indústria perdeu competitividade no primeiro trimestre. Segundo o estudo, a característica foi sentida tanto no mercado doméstico como no externo. O mercado doméstico apresentou uma retração no preço dos manufaturados importados, em reais, superando a queda dos custos industriais e tornando os importados mais baratos.

No mercado externo, o preço dos produtos manufaturados dos Estados Unidos caiu mais do que no Brasil, com as exportações brasileiras ficando muito caras.

"A queda dos custos industriais também não representou um aumento da lucratividade no trimestre, pois o preço dos produtos manufaturados no Brasil acompanhou a queda dos custos", diz o estudo.

"Para enfrentar a crise e a competição com os importados, a indústria repassou a redução de custos para os preços", avalia o gerente-executivo de Pesquisas da CNI, Renato da Fonseca, em nota divulgada pela entidade.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Que bolsa é essa?

Vacina ou vírus? Ganhe nos dois cenários com este IPO na bolsa

Uma das maiores gestoras do setor imobiliário está lançando um fundo a um preço bem interessante e com potencial para pagar proventos na casa de 7% ao ano

seu dinheiro na sua noite

E essa Black Friday em ano de crise, vai dar bom?

Estamos prestes a viver uma Black Friday num ano de forte crise, em que as pessoas ficaram confinadas em casa. Definitivamente não é o melhor dos cenários para uma data tão voltada para o consumo. Por outro lado, foi na internet que a Black Friday ganhou força no Brasil, e o e-commerce deu um enorme […]

alta de 32% no ano

Parte da desvalorização maior do real se deve à dívida, diz presidente do BC

Roberto Campos Neto lembrou que o encerramento do ano é, tradicionalmente, um período de mais remessas de recursos ao exterior

fim do dia

O rali continua: Ibovespa deixa Wall Street de lado e sobe quase 20% em novembro

Ações de CVC e siderúrgicas lideram alta do índice. Dólar cai com fluxo e divulgação do dado das contas externas e juros recuam de olho em fiscal

Em pleno calendário eleitoral

Senado aprova mudanças na Lei de Falências

O projeto amplia o financiamento a empresas em recuperação judicial, permite o parcelamento e o desconto para pagamento de dívidas tributárias e possibilita aos credores apresentar plano de recuperação da empresa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies