Menu
2019-09-09T11:04:13-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Acordo no horizonte?

Secretário do Tesouro dos EUA vê como ‘boa-fé’ ida de delegação chinesa a Washington

Mnuchin também assegurou que, se não houver um pacto comercial com o país asiático, Donald Trump, está “perfeitamente bem” com a preservação das tarifas punitivas atualmente em vigor

9 de setembro de 2019
10:59 - atualizado às 11:04
Luta de boxe entre Estados Unidos e China
Imagem: Shutterstock

O cenário parece propício para as negociações entre Estados Unidos e China. O secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, afirmou nesta segunda-feira (09) tomar como um "sinal de boa-fé" que representantes do governo da China vão a Washington ao longo das próximas semanas para continuar negociando, em um movimento de reaproximação.

Os dois governos devem enviar representantes do primeiro escalão para as reuniões que contarão com a presença do próprio Mnuchin, do representante comercial dos EUA (USTR, na sigla em inglês), Robert Lighthizer, e do vice-premiê chinês, Liu He.

Em entrevista à emissora Fox Business, Mnuchin reafirmou que obter "um bom acordo" com Pequim é o objetivo dos americanos e, se alcançarem esses termos, vão assiná-lo. O secretário ainda  negou que o rompimento das tratativas nos últimos meses tivesse a ver com a atividade de fiscalização das condições negociadas. "Em fiscalização, temos um acordo conceitual com a China", argumentou.

Mnuchin também assegurou que, se não houver um pacto comercial com o país asiático, o presidente dos EUA, Donald Trump, está "perfeitamente bem" com a preservação das tarifas punitivas atualmente em vigor, acrescentando não ver impactos da guerra comercial com a China sobre a economia americana. "Estamos trabalhando bem as exceções de algumas companhias, caso a caso."

Em outro momento da entrevista, Mnuchin concedeu que a economia global "terá um impacto moderado" sobre a americana, mas reforçou não enxergar no horizonte uma recessão nos EUA e comentou não ver "de forma nenhuma" que a curva de rendimentos dos Treasuries reflita esse cenário negativo. "Os EUA continuam sendo o ponto brilhante de crescimento da economia global", defendeu.

Por fim, Mnuchin comentou que as taxas de juros americanas "ainda estão altas em relação ao resto do mundo" e interligou essa leitura com a expectativa dos mercados por cortes pelo Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA). Questionado sobre o andamento da ratificação do Acordo EUA-México-Canadá (USMCA) no Congresso do país, o secretário lembrou que os parlamentares estão voltando do recesso de verão e que obter o aval do Legislativo é a "prioridade" do governo.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Novo momento

Fertilizantes Heringer registra prejuízo líquido de R$ 7,46 milhões no 1º tri

Empresa teve melhor Ebitda da história para um primeiro trimestre, mas resultado foi impactado por despesas financeiras

na b3

GetNinjas estreia em queda na bolsa, após IPO com ação abaixo do previsto

Empresa levantou R$ 550 milhões na oferta inicial de ações, com desconto de quase 20% do valor do papel em relação ao preço mínimo da faixa

Diversificando

BTG Pactual lança fundo de investimento 100% em bitcoin

O lançamento vem em linha com a diversificação de ativos oferecidos pelo banco

Exile on Wall Street

Um investidor conservador sabe que uma boa ação tem seus defeitos

“Sou reacionário. Minha reação é contra tudo que não presta.” Se o sábado é uma ilusão, a segunda-feira deve ser a mais dura e fria realidade. Começamos a semana com Nelson Rodrigues. O conservador é um cético na capacidade de grandes revoluções oferecerem um futuro não testado que seja superior ao que sobreviveu ao teste […]

Efeito covid

Monitor do PIB aponta queda de 2,1% em março ante fevereiro, diz FGV

Na comparação com março de 2020, a atividade econômica teve avanço de 5,2%, e no primeiro trimestre, a expansão foi de 1,7%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies