Menu
2019-04-25T17:55:32-03:00
Estadão Conteúdo
Tudo pela reforma

Líder do governo costura maior aproximação entre Bolsonaro e deputados do PSL

Mesmo com o bom número da bancada da Câmara, o governo tem problemas em estabelecer uma base sólida no Congresso Nacional

24 de abril de 2019
12:13 - atualizado às 17:55
Major Vitor Hugo e Jair Bolsonaro
Imagem: Divulgação/Twitter

Líder do governo na Câmara dos Deputados, o deputado Major Vitor Hugo (PSL) costura uma maneira de estreitar a relação entre o presidente Jair Bolsonaro e os parlamentares de seu partido, o PSL, que tem a segunda maior bancada na Câmara, com 54 deputados.

Mesmo com o bom número, o governo tem problemas em estabelecer uma base sólida no Congresso Nacional. O líder na Câmara quer tornar mais frequente o encontro de Bolsonaro com seus correligionários e, por isso, levou nesta quarta-feira (24) dez deputados do PSL para uma audiência com o presidente no Palácio da Alvorada - reunião que inaugurou a agenda do dia do chefe do Executivo.

A ideia é reunir Bolsonaro com grupos pequenos de parlamentares, para que o presidente possa estabelecer um diálogo mais direto com os deputados. O encontro desta quarta foi o primeiro nesse molde, segundo Vitor Hugo. Além do líder, estiveram presentes os deputados Marcelo Freitas - relator da Previdência na CCJ -, Chris Tonietto, Caroline de Toni, General Girão, Coronel Armando, Sanderson, Aline Sleutjes, Luiz Lima, Márcio Labre e Nicolletti. "A base do governo vai se formar, logicamente, em torno do presidente, e toda vez que a gente leva deputados do PSL (até Bolsonaro), a gente fortalece isso", disse o líder na Câmara ao Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.

A iniciativa vem após o próprio líder do PSL na Câmara, delegado Waldir, demonstrar insatisfação com o governo Bolsonaro. Em recente entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, o deputado chamou o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM), de primeiro-ministro, e afirmou que, se a reforma da Previdência for aprovada, o mérito é de Maia. "Ele (Bolsonaro) precisa fazer um carinho na cabeça do parlamentar", disse o líder do partido do presidente.

Segundo Major Vitor Hugo, apesar de ter sido comemorada durante o encontro, a aprovação da reforma da Previdência na CCJ não foi o tema principal da reunião no Alvorada. Apesar da vitória, o governo enfrentou resistência na comissão e precisou negociar com partidos. Foi só depois de 62 dias do envio da reforma da Previdência que a CCJ aprovou a proposta, enquanto que o governo Temer levou apenas 10 dias para passar a sua na mesma comissão.

A intenção do governo agora é de instalar nesta quinta-feira (25) a Comissão Especial para discutir a proposta. A primeira reunião de trabalho, no entanto, deve ocorrer apenas em 7 de maio, após o feriado.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

QUESTIONAMENTOS

Frente parlamentar aciona STF para suspender reforma administrativa

A Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público acionou o Supremo Tribunal Federal (STF) para pedir a suspensão imediata da tramitação da reforma administrativa. No mandado de segurança, deputados e senadores argumentam que não é possível analisar a proposta por falta de informações técnicas. Segundo os parlamentares, a imposição de sigilo nos documentos que […]

BALANÇO

BC informa que 50 milhões de chaves já foram cadastradas no Pix

O Pix é um sistema que permitirá pagamentos e transferências 24 horas por dia, 7 dias por semana, todos os dias do ano.

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Esse tal de BDR

O mercado financeiro adora usar termos e siglas em inglês, talvez para tornar a coisa mais difícil do que realmente é. Nos últimos dias você já deve ter lido, inclusive aqui no Seu Dinheiro, sobre um tal de BDR. As três letras vêm de Brazilian Depositary Receipts. O quê? Calma, nós chegamos lá. O BDR é […]

As queridinhas

Tesla, Apple e Mercado Livre são os BDRs mais negociados no 1º dia de mercado aberto a todos os investidores

Empresas de tecnologia dominaram o primeiro dia de negociações liberadas a qualquer investidor, que teve volume superior à média

embalou

Ibovespa fica perto dos 102 mil pontos com disparada dos bancos e alta em NY; dólar cai abaixo do R$ 5,60

Papéis de Itaú, Banco do Brasil e Bradesco terminam sessão entre as cinco maiores altas do índice, que fechou perto da máxima; moeda americana recua 0,36% e juros sobem em dia de leilão do Tesouro e à espera de novidades fiscais. Lá fora, expectativa para estímulos alivia bolsas americanas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies