A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2019-05-06T10:22:45-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
bem na fita

Entre empresários, governo segue bem avaliado, diz pesquisa do BTG Pactual

Segundo a pesquisa Os Empresários e o Novo Governo, mais da metade (59%) dos empresários avaliam o governo do presidente Jair Bolsonaro como ótimo (20%) ou bom (39%)

6 de maio de 2019
7:56 - atualizado às 10:22
02/05/2019 Abertura oficial do 37º Encontro Internacional de Mi
Imagem: Alan Santos/PR

Apesar da reforma da Previdência empacada, os empresários avaliam positivamente o governo. Segundo uma pesquisa do BTG Pactual, 59% dos empresários avaliam o governo de Jair Bolsonaro como ótimo (20%) ou bom (39%).

O número é significativamente maior que aquele apresentado pela pesquisa do Datafolha de abril, que revelou que entre a população em geral, o índice de eleitores que consideram o governo ótimo/bom é de 32%. As pesquisas têm diferentes metodologias, mas ajudam a dimensionar o apoio do governo no setor empresarial.

Para 55% dos empresários, de acordo com essa pesquisa, o cenário atual é parecido com o que eles esperavam. Enquanto para 28% a situação é pior do que a expectativa inicial. Para apenas 15%, o governo é melhor do que o esperado.

A pesquisa do BTG ainda revela que, para 50% dos empresários, a situação econômica do País é ruim ou péssima — regular são 39%.  As expectativas são ótimas ou boas para 51%.

Quando a pergunta é sobre a reforma da Previdência, nenhuma surpresa: 88% de apoio ao projeto, entre empresários. 36% acredita que a reforma trará uma economia entre R$ 700 bilhões e 999 bilhões. Igual porcentagem diz acreditar numa economia entre R$ 500 e 700 bilhões, segundo a pesquisa.

Segundo o BTG, o levantamento foi realizado com abordagem telefônica junto a executivos (CEOs, presidentes, vice-presidentes, sócios-proprietários ou diretores gerais) de empresas pequenas, médias e grandes em atividade no Brasil, em uma amostra representativa do universo (exceto microempresas).

Foram ouvidos 1.000 empresários, em uma amostra controlada e ponderada conforme a distribuição das empresas por Unidade da Federação, ramo de atividade e porte (pequena, média e grande).

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

IMPASSE CONTINUA

Vitória do governo ameaçada? FUP vai à Justiça para anular resultado de assembleia que elegeu novo conselho da Petrobras (PETR4)

19 de agosto de 2022 - 20:20

A FUP vai centrar argumentação contra a eleição a conselheiros de dois nomes barrados pelo Comitê de Elegibilidade da estatal

1ª troca em 20 anos

Americanas (AMER3) anuncia Sergio Rial, ex-CEO do Santander, para o comando da companhia no lugar de Miguel Gutierrez

19 de agosto de 2022 - 19:17

Trata-se da primeira troca no cargo de diretor presidente da varejista em 20 anos; Rial assumirá cargo no início do ano que vem

Acionistas felizes

Dividendos: Telefônica (VIVT3) e Marfrig (MRFG3) pagam nova rodada de proventos. Veja as condições para receber

19 de agosto de 2022 - 19:14

A Telefônica não fixou data para o pagamento dos dividendos, mas segundo a companhia, os créditos serão realizados até 31 de julho de 2023

VAI DISPARAR?

Polo Capital aumenta participação na Tenda (TEND3) e se aproxima do gatilho para “poison pill”; construtora discutirá fim do mecanismo em assembleia

19 de agosto de 2022 - 18:36

O movimento ocorre poucos dias após a companhia anunciar que, atendendo a um pedido da gestora, vai convocar uma Assembleia Geral Extraordinária para discutir a exclusão da “poison pill” de seu estatuto social

FECHAMENTO DO DIA

Frente fria chega ao Ibovespa e índice recua 1,12% na semana; dólar vai a R$ 5,16

19 de agosto de 2022 - 18:33

Apesar da semana calma, o Ibovespa refletiu a cautela com os juros americanos e a queda das commodities

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies