Menu
2019-10-14T14:30:12-03:00
Estadão Conteúdo
Olha o sinal aí

Vice do Fed diz que irá atuar apropriadamente para sustentar expansão da economia

Richard Clarida ressaltou que o BC norte-americano tem “as ferramentas necessárias” para apoiar o crescimento econômico no país

21 de junho de 2019
10:07 - atualizado às 14:30
Fed banco central americano
Sede do Federal Reserve (Fed) - Imagem: Federal Reserve

O vice-presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Richard Clarida, afirmou nesta sexta-feira que a autoridade monetária dos Estados Unidos irá atuar "apropriadamente" para sustentar a expansão da economia e ressaltou que o Fed tem "as ferramentas necessárias" para apoiar o crescimento econômico no país.

O dirigente enfatizou que é possível observar alguma moderação na economia americana neste ano, mas apontou que a perspectiva é sólida e de "expansão sustentada" no país.

Em entrevista à Bloomberg TV, Clarida disse que o Fed monitora de perto os ventos contrários que a economia dos EUA está enfrentando e destacou que o argumento para um ambiente de maior acomodação monetária aumentou, o que já tinha sido apontado pelo presidente do Fed, Jerome Powell, na última quarta-feira. Clarida pontuou que o banco central tem flexibilidade de atuar para deixar as taxas de juros longe do zero na banda inferior dos Fed funds.

O vice-presidente do Fed apontou que a incerteza no comércio global tem pesado no sentimento e afirmou, ainda, que as tendências globais estão tendo impacto na economia dos EUA no momento em que "há muito incerteza sobre como a economia mundial irá navegar".

Ele disse, ainda, que o banco central está observando "diversos indicadores" para determinar os rumos da política monetária e comentou que há um cenário global de baixa inflação, embora tenha enfatizado que os EUA estão mais próximos da meta de inflação do que a zona do euro ou o Japão.

Questionado sobre a investida da Casa Branca contra o banco central, Clarida disse que o mandato dos dirigentes que integram o conselho de diretores do Fed é assegurado pelo Congresso e, por isso, o banco central tem "independência para atuar".

Além disso, Clarida comentou não acreditar que a independência do Fed esteja ameaçada pelas recentes críticas ao banco central feitas pelo presidente Donald Trump ou por outros integrantes do governo.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

NÚMEROS DA PANDEMIA

Covid-19: Mortes ultrapassam 265 mil e casos chegam a 11 milhões

Em 24 horas, país registra 1.086 óbitos e 80.508 novos casos de covid-19, segundo dados do Ministério da Saúde

entrevista exclusiva

Suzano se prepara para 2021 ainda melhor, com ESG no centro da estratégia

Condições do mercado de celulose permitem que empresa realize novos reajustes de preços ao longo do ano, diz diretor financeiro

IR 2021

Como declarar aposentadorias e pensões da Previdência Social no imposto de renda

Aposentados e pensionistas da Previdência Social têm direito à isenção de imposto de renda sobre uma parte de seus rendimentos. Veja os detalhes de como declará-los no IR 2021

polêmica

Governo barra novo cadastro para auxílio

A estratégia do governo já desperta críticas de organizações da sociedade civil, que consideram urgente a abertura de um novo prazo para pedidos de auxílio

Tombo grande

Elon Musk perde US$ 27 bilhões em uma semana após tombo da Tesla

Mesmo com o tompo gigantesco, Musk segue como segundo homem mais rico do mundo, atrás apenas de Jeff Bezos, o fundador da Amazon

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies