Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-10-14T14:30:12-03:00
Estadão Conteúdo
Olha o sinal aí

Vice do Fed diz que irá atuar apropriadamente para sustentar expansão da economia

Richard Clarida ressaltou que o BC norte-americano tem “as ferramentas necessárias” para apoiar o crescimento econômico no país

21 de junho de 2019
10:07 - atualizado às 14:30
Fed banco central americano
Sede do Federal Reserve (Fed) - Imagem: Federal Reserve

O vice-presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Richard Clarida, afirmou nesta sexta-feira que a autoridade monetária dos Estados Unidos irá atuar "apropriadamente" para sustentar a expansão da economia e ressaltou que o Fed tem "as ferramentas necessárias" para apoiar o crescimento econômico no país.

O dirigente enfatizou que é possível observar alguma moderação na economia americana neste ano, mas apontou que a perspectiva é sólida e de "expansão sustentada" no país.

Em entrevista à Bloomberg TV, Clarida disse que o Fed monitora de perto os ventos contrários que a economia dos EUA está enfrentando e destacou que o argumento para um ambiente de maior acomodação monetária aumentou, o que já tinha sido apontado pelo presidente do Fed, Jerome Powell, na última quarta-feira. Clarida pontuou que o banco central tem flexibilidade de atuar para deixar as taxas de juros longe do zero na banda inferior dos Fed funds.

O vice-presidente do Fed apontou que a incerteza no comércio global tem pesado no sentimento e afirmou, ainda, que as tendências globais estão tendo impacto na economia dos EUA no momento em que "há muito incerteza sobre como a economia mundial irá navegar".

Ele disse, ainda, que o banco central está observando "diversos indicadores" para determinar os rumos da política monetária e comentou que há um cenário global de baixa inflação, embora tenha enfatizado que os EUA estão mais próximos da meta de inflação do que a zona do euro ou o Japão.

Questionado sobre a investida da Casa Branca contra o banco central, Clarida disse que o mandato dos dirigentes que integram o conselho de diretores do Fed é assegurado pelo Congresso e, por isso, o banco central tem "independência para atuar".

Além disso, Clarida comentou não acreditar que a independência do Fed esteja ameaçada pelas recentes críticas ao banco central feitas pelo presidente Donald Trump ou por outros integrantes do governo.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

O melhor do seu dinheiro

O que mexe com seu dinheiro: investimentos com a nova Selic, adversário do Bitcoin e outras notícias

É muito comum que nós, jornalistas que cobrimos economia em geral, façamos em algum momento uma espécie de “plantão tira dúvidas” sobre o assunto para amigos e familiares. No caso das taxas de juros, o maior interesse está nas questões mais práticas, ou seja, como essa tal de Selic vai mexer diretamente nos nossos bolsos. […]

Oportunidade

Raízen (RAIZ4) está barata e pode subir 75% após o IPO; entenda os motivos

Gigante do ramo de biocombustíveis estreia na bolsa no dia 5 de agosto e pode se multiplicar exponencialmente diante de três frentes de negócio que a empresa está expandindo

Coluna do jojo

Mercados hoje: resultado da Petrobras e pós-Copom — qual será o digestivo necessário?

Dando sequência à temporada de resultados, teremos mais nomes no Brasil e lá fora. O destaque, porém, fica para a Petrobras, que brilhou ontem (4) na divulgação de seus resultados, surpreendendo com lucro 68% maior que a mediana das estimativas

Escalada dos juros

Credit Suisse já fala em Selic a 8,25% no fim de 2021

Os economistas Solange Srour e Lucas Vilela esperam que o BC promova mais três altas consecutivas de 1 ponto percentual nos juros nas próximas reuniões

Aprovação do vice

Reforma Tributária: vice-presidente defende cobrança de impostos sobre dividendos

Para Hamilton Mourão a tributação sobre lucros e dividendos tornaria o sistema tributário brasileiro mais justo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies