Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-06-04T12:44:40-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Palavras mágicas

Fed está pronto para atuar se guerra comercial afetar a economia dos EUA

Presidente Jerome Powell reforça expectativa de corte de juro que voltou a rodar mercados americanos com mais força

4 de junho de 2019
12:44
Jerome Powell, presidente do federal reserve olha ressabiado para o público
O presidente do maior Banco central do mundo discursa hoje. Quais as expectativas? - Imagem: Federal Reserve

O presidente do Federal Reserve (Fed), banco central americano, Jerome Powell, afirmou que está pronto para atuar se a guerra comercial e outros assuntos afetarem a economia americana.

O discurso de Powell foi disponibilizado pelo Fed e antes de entrar no assunto de sua palestra, ele pediu licença para falar sobre os recentes desenvolvimentos envolvendo negociações comerciais e outros assuntos.

“Não sabemos como ou quando esses problemas serão resolvidos. Estamos monitorando de perto a implicação desses eventos sobre as perspectivas econômicas americanas e, como sempre, vamos atuar de forma apropriada para sustentar a expansão, com um mercado de trabalho forte e inflação próxima de nossa meta simétrica de 2%”, afirmou.

A fala de Powell, estimulou o movimento de alta dos mercados americanos, com o Dow Jones subindo 1,7%, enquanto o Nasdaq e o S&P 500 avançavam 1,95% e 1,5%, respectivamente.

A próxima reunião do Fed acontece nos dias 18 e 19 de junho. A taxa básica está entre 2,25% e 2,5% ao ano desde dezembro do ano passado.

Ontem, o mercado já tinha tomado impulso depois da fala do diretor do Fed de Saint Louis, James Bullard, de que um corte de juros poderia se fazer necessário, em breve, em função dos riscos que a economia americana enfrenta em função do acirramento da guerra comercial e da inflação baixa.

O tema central da palestra de Powell é a revisão de longo prazo na estratégia de política monetária e comunicação do Fed.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

GETT11 chega à bolsa com o pé direito, novo auxílio emergencial no horizonte e outros destaques do dia

Com as duas maiores economias do mundo frustrando as expectativas dos investidores e o futuro das contas públicas em um limbo, o Ibovespa não teve muito fôlego para escapar do vermelho e encerrou o dia em queda de 0,19%, aos 114.428 pontos. O Produto Interno Bruto (PIB) chinês, que cresceu 4,9% no terceiro trimestre, veio […]

Arrumando a mala

Locaweb (LWSA3) vai deixar a B3? Empresa estuda listagem nos Estados Unidos, afirma portal

Avaliada em R$ 13,5 bilhões, a empresa estreou na B3 em fevereiro do ano passado, mas pode estar prestes a abrir capital em outro país

FECHAMENTO DO DIA

Getnet (GETT11) e Lojas Americanas (LAME4) sobem forte, mas Ibovespa derrapa e dólar avança 1%

Nos Estados Unidos, a indústria também decepcionou com uma queda de 1,3%. Sinais de desaceleração nas principais economias do mundo é ruim para países como o Brasil, que dependem da exportação de commodities.

Três vezes sem juros

CPFL Energia (CPFE3) parcela pagamento de R$ 1,7 bilhão em dividendos; primeira fatia cai na conta dos acionista ainda neste mês

O pagamento das primeiras duas prestações está marcado para os dias 22 de outubro e 16 de novembro, enquanto a terceira e última fatia cairá na conta dos acionistas até 31 de dezembro

MagaLu fora das urnas

Luiza Trajano confirma que não disputará as eleições, mas reforça que é uma ‘pessoa política’; entenda o posicionamento da empresária

A presidente do conselho de administração do MagaLu pretende assumir uma posição política apartidária ‘para defender causas que sejam boas para o Brasil’

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies