Menu
2019-06-04T12:44:40-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Palavras mágicas

Fed está pronto para atuar se guerra comercial afetar a economia dos EUA

Presidente Jerome Powell reforça expectativa de corte de juro que voltou a rodar mercados americanos com mais força

4 de junho de 2019
12:44
Jerome Powell, presidente do Fed
O presidente do Fed, Jerome Powell, está pronto para atuar visando manter a expansão da economia americana. - Imagem: Fed

O presidente do Federal Reserve (Fed), banco central americano, Jerome Powell, afirmou que está pronto para atuar se a guerra comercial e outros assuntos afetarem a economia americana.

O discurso de Powell foi disponibilizado pelo Fed e antes de entrar no assunto de sua palestra, ele pediu licença para falar sobre os recentes desenvolvimentos envolvendo negociações comerciais e outros assuntos.

“Não sabemos como ou quando esses problemas serão resolvidos. Estamos monitorando de perto a implicação desses eventos sobre as perspectivas econômicas americanas e, como sempre, vamos atuar de forma apropriada para sustentar a expansão, com um mercado de trabalho forte e inflação próxima de nossa meta simétrica de 2%”, afirmou.

A fala de Powell, estimulou o movimento de alta dos mercados americanos, com o Dow Jones subindo 1,7%, enquanto o Nasdaq e o S&P 500 avançavam 1,95% e 1,5%, respectivamente.

A próxima reunião do Fed acontece nos dias 18 e 19 de junho. A taxa básica está entre 2,25% e 2,5% ao ano desde dezembro do ano passado.

Ontem, o mercado já tinha tomado impulso depois da fala do diretor do Fed de Saint Louis, James Bullard, de que um corte de juros poderia se fazer necessário, em breve, em função dos riscos que a economia americana enfrenta em função do acirramento da guerra comercial e da inflação baixa.

O tema central da palestra de Powell é a revisão de longo prazo na estratégia de política monetária e comunicação do Fed.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Proventos

Banco do Brasil anuncia pagamento de R$ 416 milhões em Juros sobre Capital Próprio (JCP)

Terão direito ao provento os investidores com posição acionária na empresa no dia 11 de março

o melhor do seu dinheiro

Brandão balança mais não cai?

Chegamos ao fim de mais uma semana tensa nos mercados, que começou com a derrocada das ações da Petrobras, em razão da interferência do governo na presidência da estatal, e termina com pressões na bolsa e no dólar motivadas pelas preocupações dos investidores com a inflação nos Estados Unidos e alta nas taxas dos títulos […]

URGENTE

Hapvida e NotreDame chegam a um acordo sobre fusão, afirma site

A maior combinação entre duas empresas brasileiras criará uma gigante do setor de saúde, com um valor de R$ 110 bilhões.

fechamento da semana

Tensão em Brasília leva Ibovespa de volta aos 110 mil pontos e afunda estatais; dólar vai a R$ 5,60

Em semana marcada pela tensão entre governo e mercado, o Ibovespa recuou 7,09%, de volta aos 110 mil pontos. O dólar disparou acima dos R$ 5,60

Abandonando o barco?

Ações do Banco do Brasil recuam quase 5% com possibilidade de saída de André Brandão

Brandão tem mostrado insatisfação com o cargo e quer deixar o comando da estatal, segundo jornal; BB nega que presidente tenha renunciado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies