Menu
2019-08-11T14:05:17-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
De olho na abertura

Em suas redes sociais, Eduardo Bolsonaro defende abertura econômica no Brasil

O parlamentar comentou que “uma economia aberta pode assustar setores produtivos tradicionalmente protegidos da competição internacional. Mas ao abrir a economia isso também significa insumos mais baratos e/ou de melhor qualidade para os produtos que confeccionamos no Brasil, tornando-os mais competitivos”

11 de agosto de 2019
14:05
eduardo bolsonaro
Deputado federal Eduardo Bolsonaro - Imagem: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados

Indicado para assumir a embaixada brasileira nos Estados Unidos, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), disse hoje (11) em sua conta no Twitter que vai defender a abertura econômica do Brasil.

O parlamentar comentou que "uma economia aberta pode assustar setores produtivos tradicionalmente protegidos da competição internacional. Mas ao abrir a economia isso também significa insumos mais baratos e/ou de melhor qualidade para os produtos que confeccionamos no Brasil, tornando-os mais competitivos".

Em seguida, o deputado destacou que "se for reduzido imposto de importação para uma máquina usada na fabricação de carros produziremos carros no Brasil mais baratos. Isso favorece o produtor e o consumidor".

A indicação de Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro disse ontem (10) acreditar que a indicação do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para a embaixada brasileira nos Estados Unidos vai ser aprovada pelo Senado. O presidente deve oficializar a indicação - que precisa do aval dos senadores - nos próximos dias.

"Não sei, o Congresso decide, né? Eu acho, meu sentimento é que passa", disse o presidente quando questionado se a indicação de Eduardo passaria facilmente no Senado. Mesmo que ainda exista uma minoria na Casa que sempre vota contra.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

ficou para esta quinta

Para privatizar Eletrobras, governo aceita mais 19 emendas à MP

Por acordo entre os senadores, o texto da MP será votado apenas amanhã, 17, a partir das 10h, e até lá, eles poderão apresentar sugestões de destaques, que podem alterar o teor do parecer

seu dinheiro na sua noite

A Selic subiu mais um pouco – e na próxima reunião tem mais

Esta “Super Quarta” terminou com os bancos centrais brasileiro e americano apertando um pouquinho mais a torneirinha dos juros. A inflação pressiona, aqui e na terra do Tio Sam, e as autoridades monetárias querem mostrar que permanecem vigilantes. O Federal Reserve ainda não elevou propriamente as taxas de juros, que foram mantidas entre zero e […]

Entrevista

Sinais do Copom apontam para Selic a 7% no fim do ano, diz Padovani, do banco BV

Economista-chefe do banco BV, Roberto Padovani destacou o tom mais ríspido do Banco Central e a indicação de que a Selic continuará em alta

MUDANÇA NOS JUROS

COMPARATIVO: Veja o que mudou no novo comunicado do Copom

Veja o que ficou igual e o que mudou no comunicado da decisão do Copom a respeito da taxa Selic, elevada ao patamar de 4,25% ao ano

Subiu de novo

Como ficam os seus investimentos em renda fixa com a Selic em 4,25% ao ano

Veja como fica o retorno das aplicações conservadoras de renda fixa agora que o Banco Central elevou a Selic mais uma vez

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies