Menu
2019-03-15T13:57:34-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
Vai que vai

Estácio registra lucro líquido ajustado em R$ 832,3 milhões em 2018; resultado é maior do que esperado por analistas

A expectativa dos especialistas ouvidos pela Bloomberg era de que a empresa registrasse lucro líquido ajustado de R$ 775,833 milhões. Valor obtido neste ano é 31,9% superior ao obtido em 2017

14 de março de 2019
21:34 - atualizado às 13:57

Depois de um ano desafiador para as empresas de educação com mudanças no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), a Estácio registrou lucro líquido ajustado de itens não recorrentes de R$ 832,3 milhões no ano passado. O valor é 31,9% superior ao obtido em 2017 e está acima do esperado por analistas ouvidos pela Bloomberg. Os ajustes não recorrentes estão relacionados à restruturação organizacional (docentes, corporativo e administrativo), despesas de consultorias, e perda por conta do não recebimento das vendas de carteiras de recebíveis em 2016.

Sem essas correções, a companhia obteve lucro líquido de R$ 664,9 milhões no ano passado, o que representa uma alta de 51,9%.

A receita líquida em 2018, por sua vez, terminou o ano com alta de 7,1%, em R$ 3.619,4 bilhões. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado com despesas não recorrentes fechou 2018 em R$ 1.154,8 bilhões, com margem de 4,00 p.p.

Já no quarto trimestre do ano passado, o lucro líquido ajustado ficou em R$ 180,8 milhões, o que representa leve aumento de 0,3% ante 2017. O Ebitda também obteve alta de 6,1% e terminou o período em R$ 253,1 milhões.

A receita líquida durante o último trimestre do ano seguiu a mesma linha e registrou alta de 3,4% e ficou em R$ 867,0 milhões.

Ainda no quarto trimestre de 2018, o resultado financeiro foi negativo em R$ 24,0 milhões, o que representa um crescimento de 170,0% ante 2017. No ano, foi negativo em R$ 118,8 milhões, valor 6,6% maior ante os R$ 111,5 milhões de despesa financeira líquida de 2018.

Alunos

A base de alunos do quarto trimestre foi de 517,8 mil estudantes, o que representa uma leve alta de 0,5% na comparação com o ano anterior. O número maior está relacionado ao crescimento de 19,0% da base de alunos de ensino a distância (EAD). O tíquete médio do trimestre da modalidade presencial totalizou R$ 811,8, um crescimento de 10,8% em um ano.

Já no segmento de ensino a distância, a alta foi de 5,1%, ou seja, um tíquete médio de R$ 241,5.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Mudanças

BB confirma Ieda Cagni para presidência do Conselho de Administração

Nesta quarta-feira, foi realizada a primeira reunião do novo Conselho do Banco do Brasil. Na ocasião, os membros eleitos na assembleia definiram os ocupantes dos cargos de presidente e vice-presidente do colegiado.

Seu Dinheiro na sua noite

A receita do dr. Copom: +0,75 ponto de Selic na veia

O Copom cumpriu as expectativas e aumentou a Selic ao nível de 3,5%. No entanto, o comunicado trouxe algumas surpresas

Ficou para 31 de maio

Bolsonaro veta novo adiamento de prazo para entrega do Imposto de Renda

O presidente aceitou a recomendação feita pelo Ministério da Economia, que previa um impacto negativo na arrecadação da União e estados com uma nova data

Mudança nos juros

COMPARATIVO: Veja o que mudou no novo comunicado do Copom

Veja o que ficou igual e o que mudou na decisão do Copom a respeito da taxa Selic, elevada ao patamar de 3,5% ao ano

CRYPTO NEWS

O mercado está cheio de bitcoin, mas as prateleiras estão vazias

O fluxo de saída da criptomoeda mais famosa das exchanges é algo inédito deste ciclo e pode representar a falta do ativo nas exchanges de cripto

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies