2019-08-30T13:31:26-03:00
PARCERIA ESTRATÉGICA

Lojas Americanas nos postos da BR Distribuidora? ‘Namoro’ está em curso e o mercado aprova

As duas empresas anunciaram nesta sexta-feira (30) que assinaram um memorando de entendimentos para avaliar uma parceria estratégica na gestão das lojas de conveniências dos postos. 

30 de agosto de 2019
11:27 - atualizado às 13:31
Posto de gasolina da BR Distribuidora - Imagem: Divulgação/Petrobras

Quando você parar para abastecer o seu carro em um posto da BR Distribuidora pode ser que encontre uma Lojas Americanas na área de "conveniência". As duas empresas anunciaram nesta sexta-feira (30) que assinaram um memorando de entendimentos para avaliar uma parceria estratégica na gestão das lojas de conveniências dos postos.

Trata-se ainda de um acordo preliminar e os detalhes ainda não estão fechados. "Não obstante a celebração do memorando de entendimentos, as discussões entre a Lojas Americanas e a BR
Distribuidora encontram-se em estágio preliminar e não vinculante, permanecendo indefinidos quaisquer termos ou condições relevantes dessa possível Parceria Estratégica, incluindo estrutura,
prazo e valores", disse a Lojas Americanas em comunicado aos investidores.

Já a BR Distribuidora destacou que o memorando é uma etapa na definição de um novo modelo de negócios para o segmento de conveniência, pensando para maximizar a geração de valor para a companhia. "Destacamos que o processo competitivo para definição do parceiro está sendo conduzido pela BR Partners e conta, ainda, com a participação de outros potenciais candidatos. Vale ressaltar que a decisão sobre o modelo de negócio e escolha do parceiro está condicionada à aprovação dos órgãos de governança de ambas as partes."

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente

Namoro aprovado

O mercado aprovou o "namoro" entre as empresas. Por volta das 11h, as ações da Lojas Americanas sobem mais de 3% e despontavam como a segunda maior alta do Ibovespa. Já as ações da BR Distribuidora subiam cerca de 0,3%. Confira a cobertura completa dos mercados nesta sexta-feira.

Um gestor de uma asset de São Paulo disse ao Seu Dinheiro que o negócio é positivo para ambas as empresas. "A Lojas Americanas compra um ativo com grande penetração geográfica, e bastante mal administrado, e BR Distribuidora consegue atrair um operador focado em lojas de conveniência com experiência no mercado local", explicou o gestor.

A BR Distribuidora possui cerca de 30% do mercado de distribuição de combustível no país e cerca de 1.300 lojas de conveniência na sua rede.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

SELEÇÃO DE ATIVOS

13º salário de 2021 cai na conta até amanhã! Veja onde investir se você tem perfil conservador

Consultamos especialistas e o veredito é unânime: no cenário atual o que não faltam são oportunidades, mesmo para os investidores menos inclinados ao risco

ECONOMIA X COVID

Economia monitora variante ômicron da covid-19, mas programas de auxílio dependem da PEC dos Precatórios; pasta evita falar em gastos fora do teto

Ministério da Economia evita falar em crédito extraordinário, como acontece nos casos de guerras ou calamidades públicas

Black Friday em números

Varejo cresce 6,3% na Black Friday e vê crescimento de lojas virtuais com e-commerce aquecido; confira dados

Apesar do aumento em relação à Black Friday de 2020, o patamar de faturamento do varejo foi 9,1% inferior ao registrado em 2019

Desdobramentos da crise

Presidente da Latam, Roberto Alvo diz que recusou oferta ‘incompleta’ e ‘insuficiente’ da Azul

O conteúdo dela é confidencial”, afirmou, em entrevista coletiva. Procurada, a Azul não quis comentar

Solana no MB

Exclusivo: Solana (SOL), 5ª maior criptomoeda do mundo, chega Mercado Bitcoin com alta de mais de 12.000% no ano

A quinta maior criptomoeda do mundo vem conquistando o mercado porque se coloca como uma blockchain alternativa ao ethereum (ETH)