Menu
2019-12-23T16:58:48-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
CAPITALIZAÇÃO DA ELETROBRAS

Eletrobras está condenada à morte, diz Paulo Guedes

6 de dezembro de 2019
14:48 - atualizado às 16:58
Privatização Eletrobras
Sede da Eletrobras no Rio de Janeiro - Imagem: Divulgação

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que a falta de recursos para investimentos está condenando a Eletrobras à morte. Ele destacou que a estatal tem feito somente um terço do necessário para manter sua posição no mercado.

"A Eletrobras precisava investir R$ 16,5 bilhões todo ano para manter a fatia de mercado, Hoje ela tem capacidade máxima de R$ 3,5 bilhões. Ela está condenada à morte, é questão de tempo, vai desaparecer ou vira uma corporação", afirmou em evento sobre saneamento no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Apesar de estar incluída no programa de privatização do governo, a venda da estatal vem sofrendo resistência por parte de parlamentares. Em entrevista exclusiva ao Seu Dinheiro nesta semana, o secretário especial de Desestatização do Ministério da Economia, Salim Mattar, disse que "há um arcabouço jurídico criado para dificultar a privatização da companhia".

Ele reiterou que deseja que a União perca o controle da companhia e fique apenas com uma participação entre 30% e 40% da empresa. Mas, para que isso aconteça, é preciso fazer ainda um split-off das subsidiárias [torná-las independentes e sem vínculos com a empresa-mãe. Nesse caso, os acionistas são obrigados a escolher entre deter ações da subsidiária ou da empresa-mãe] antes de ir a mercado.

O secretário disse que a previsão é que a operação seja concluída em 2020, mas ponderou que não há nenhuma resposta no sentido de que o PL será tocado com regime de urgência.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

atenção, acionista

Carrefour paga R$ 175 milhões em juros sobre capital próprio e altera valor de dividendos

Cifra equivale a R$ 0,088148225 por ação em circulação; também anunciou uma modificação do valor por ação dos dividendos aprovados em abril, de R$ 0,382372952 para R$ 0,382361396

maior apetite por risco

Empresas do Brasil captam US$ 4,6 bilhões; montante deve aumentar com ofertas de Stone e Light

Emissores brasileiros haviam paralisado planos de captar no exterior nos últimos meses, em meio à turbulência interna com a pandemia e o aumento do juro norte-americano

em meio ao aumento de consumo de frango

SuperFrango, de Goiás, retomará IPO de R$ 1 bilhão

Após resolver adiar a operação, a empresa fará uma apresentação mais cuidadosa de seu negócio aos analistas; oferta é estimada entre R$ 1 bilhão e R$ 1,5 bilhão

levantamento

Estatais descumprem critérios do marco do saneamento

GO Associados calculou que as companhias públicas do Rio Grande do Norte, Santa Catarina, Alagoas, Maranhão, Amazonas, Pará, Piauí, Roraima, Rondônia e Amapá não atendem a todos os critérios da “etapa 1” do decreto – que prevê o cumprimento de índices mínimos dos indicadores econômicos-financeiros

questionamentos em brasília

Novo marco de saneamento é alvo de ofensiva no Supremo e no Congresso

No Supremo, mais de 20 empresas estatais que prestam hoje serviços no setor querem a volta da possibilidade de fechar os chamados “contratos de programa”, diretamente com as Prefeituras e sem licitação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies