2019-12-13T18:41:16-03:00
Estadão Conteúdo
ENERGIA

Eletrobras e Ande fecham acordo sobre divisão de energia de Itaipu

Ainda de acordo com a nota, agora será possível a formalização dos contratos entre a entidade binacional e as empresas compradoras

13 de dezembro de 2019
18:39 - atualizado às 18:41
Privatização Eletrobras
Sede da Eletrobras no Rio de Janeiro - Imagem: Divulgação

Depois de ter um acordo cancelado em agosto por ter criado um conflito político no Paraguai ao ter os termos divulgados, Eletrobras e Ande, a empresa de energia do Paraguai, fecharam acordo para garantir a divisão do volume e do preço de energia entre os dois países, mas os detalhes seguem em sigilo.

De acordo com nota de Itaipu, subsidiária da Eletrobras, "a contratação da potência por quatro anos dá maior previsibilidade ao planejamento das duas entidades compradoras e assegura à usina binacional os recursos necessários para seu adequado funcionamento e, por consequência, para a estabilidade no fornecimento de energia elétrica a ambos os países", afirma a hidrelétrica.

Ainda de acordo com a nota, agora será possível a formalização dos contratos entre a entidade binacional e as empresas compradoras, os quais foram aprovados em reuniões do Conselho de Administração de Itaipu e da Diretoria Executiva, ad referendum da Ande e da Eletrobras.

Com o acordo Itaipu informa que poderá também pagar royalties e despesas de exploração, "nas quais estão inseridos gastos com desenvolvimento social, entre eles as duas pontes internacionais entre Brasil e Paraguai a serem custeadas pela entidade binacional", informou.

De acordo com a empresa, o resultado das tratativas não provocará aumento na tarifa de energia em qualquer um dos dois países.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

RAIO-X DO ORÇAMENTO

Fundo eleitoral, emendas do relator e reajuste dos servidores: 3 pontos do Orçamento para 2022 que mexem com a bolsa esta semana

Entre emendas parlamentares superavitárias e reajuste dos policiais federais, o Orçamento deve ser publicado no Diário Oficial na segunda-feira (24)

PEC DOS COMBUSTÍVEIS

Tesouro pode perder até R$ 240 bilhões com PEC dos Combustíveis e inflação pode ir para 1% — mas gasolina ficará só R$ 0,20 mais barata; confira análise

Se todos os estados aderirem à desoneração, a perda seria de cifras bilionárias aos cofres públicos, de acordo com a XP Investimentos

Seu Dinheiro no Sábado

E a bolsa ainda pulsa: os grandões do Ibovespa brilham e puxam o índice — mas e as demais empresas?

Além do ciclo aquecido das commodities e da entrada de recursos estrangeiros, também vale lembrar o desconto nos ativos domésticos

BITCOIN (BTC) HOJE

Bitcoin (BTC) aprofunda queda da semana e é negociado aos US$ 35 mil hoje pela primeira vez em seis meses; criptomoeda já caiu 17% em sete dias

Especialista dá dicas de como sobreviver ao momento de “sangria” do mercado de criptomoedas — e o que não fazer no desespero

Dê o play!

A bolsa ainda pulsa, mas será um último suspiro? O podcast Touros e Ursos discute o cenário para o Ibovespa

No programa desta semana, a equipe do Seu Dinheiro discute o cenário para o Ibovespa e os motivos que fazem a bolsa brasileira subir