Menu
2019-09-11T08:51:51-03:00
Estadão Conteúdo
soltou o verbo

Trump defende taxa de juros a ‘zero ou menos’ nos EUA

É a primeira vez que o presidente americano, ao menos recentemente, aponta o nível a que ele quer que a taxa chegue

11 de setembro de 2019
8:51
Donald Trump
Em uma sequência de duas publicações no Twitter, Trump argumentou que, como os EUA têm "a grande moeda, poder e balanço de ativos" e "nenhuma inflação", deviam pagar sempre a taxa mais baixa.Imagem: Shutterstock

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, defendeu nesta quarta-feira que o Federal Reserve (Fed, o banco central do país) corte a taxa básica de juros para "zero ou menos". "Devíamos então começar a refinanciar a nossa dívida. O custo com juros poderia ser trazido muito para baixo, enquanto ao mesmo tempo se prolonga o prazo (de vencimento da dívida)", acrescentou.

As críticas do mandatário à condução da política monetária americana e os seus chamados por cortes de juros são recorrentes, mas trata-se da primeira vez, ao menos recentemente, que ele aponta o nível a que ele quer que a taxa chegue. Em ao menos uma ocasião recente, Trump falou em uma tesourada de 100 pontos-base, "mas não de uma vez só". Hoje, o juro básico do Fed está na faixa entre 2,00% e 2,25%.

Em uma sequência de duas publicações no Twitter, Trump argumentou que, como os EUA têm "a grande moeda, poder e balanço de ativos" e "nenhuma inflação", deviam pagar sempre a taxa mais baixa.

"É só a ingenuidade (do presidente do Fed Jerome) Powell e do Federal Reserve que não nos permite fazer o que outros países já estão fazendo. Uma oportunidade única na vida que estamos perdendo por causa de 'cabeças de vento'", encerrou.

O Fed realiza a sua próxima reunião de política monetária em 17 e 18 de setembro, com o anúncio da decisão no segundo dia.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Após vacinação e apoio fiscal

Economia dos EUA está “em ponto de inflexão” positivo, diz Powell, do Fed

Economia norte-americana está prestes a começar a crescer muito mais rapidamente, afirmou presidente do banco central norte-americano em entrevista

nos estados unidos

Remuneração de CEOs cresceu em meio à pandemia

Recuperação do mercado de ações impulsionou ganhos de executivos em 2020, que tiveram remuneração média de US$ 13,7 mi no período

Após estremecimentos

China quer parceria estratégia com Brasil, diz chanceler asiático

Chanceler chinês, Wang Yi, falou com o novo ministro das Relações Exteriores do Brasil, Carlos Alberto Franco França.

entrevista

Bittar reafirma que Guedes sabia de acordo para destinar verba a emendas

Apontado como um dos artífices da “maquiagem” no Orçamento, o senador Marcio Bittar diz que não chegou sozinho ao valor de R$ 29 bilhões em emendas

Apesar da pandemia

Saúde perde espaço em emendas parlamentares

Números mostram estratégia dos parlamentares para destinar recursos para obras e projetos de interesse eleitoral em seus redutos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies