Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-08-28T15:34:41-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
O entra e sai do dólar

Fluxo cambial de agosto segue no vermelho e já acumula US$ 3,396 bilhões negativos até dia 23

No ano, o fluxo cambial acumula resultado negativo de US$ 5,605 bilhões

28 de agosto de 2019
15:34
Notas de dólar
Imagem: Shutterstock

Depois de encerrar julho com entradas líquidas de US$ 2,912 bilhões, o País registrou fluxo cambial negativo de US$ 3,396 bilhões em agosto até o dia 23, informou o Banco Central.

O canal financeiro apresentou saídas líquidas de US$ 6,431 bilhões no período. Isso é resultado de aportes no valor de US$ 30,955 bilhões e de retiradas no total de US$ 37,386 bilhões.

O segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo de agosto até o dia 23 é positivo em US$ 3,035 bilhões, com importações de US$ 11,213 bilhões e exportações de US$ 14,248 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 2,324 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 3,473 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 8,451 bilhões em outras entradas.

No ano

O fluxo cambial do ano até 23 de agosto ficou negativo em US$ 5,605 bilhões, informou o Banco Central. Em igual período do ano passado, o resultado era positivo em US$ 25,012 bilhões.

A saída pelo canal financeiro neste ano até 23 de agosto foi de US$ 18,163 bilhões. O resultado é fruto de aportes no valor de US$ 358,801 bilhões e de envios no total de US$ 376,964 bilhões.

No comércio exterior, o saldo anual acumulado até 23 de agosto ficou positivo em US$ 12,558 bilhões, com importações de US$ 109,297 bilhões e exportações de US$ 121,855 bilhões. Nas exportações estão incluídos US$ 21,722 bilhões em ACC, US$ 31,348 bilhões em PA e US$ 68,784 bilhões em outras entradas.

Semana

O fluxo cambial registrado na semana passada (de 19 a 23 de agosto) ficou negativo em US$ 2,594 bilhões, informou o Banco Central.

O canal financeiro apresentou saída líquida de US$ 3,740 bilhões na semana, resultado de aportes no valor de US$ 8,691 bilhões e de envios no total de US$ 12,432 bilhões.

No comércio exterior, o saldo na semana passada ficou positivo em US$ 1,146 bilhão, com importações de US$ 2,781 bilhões e exportações de US$ 3,927 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 747 milhões em ACC, US$ 857 milhões em PA e US$ 2,323 bilhões em outras entradas.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

seu dinheiro na sua noite

Semana termina da mesma forma que começou: com os olhares do mundo voltados para a China

Ainda que as perdas registradas nesta sexta-feira (24) tenham sido mais modestas do que as da última segunda-feira (20), a semana termina da mesma forma que começou — com os olhares do mundo voltados para a China. Os analistas e especialistas diminuíram as apostas de que uma eventual falência da incorporadora chinesa Evergrande possa se […]

Entrevista com o CEO

Gasolina cara? Não dá para fazer milagre com preço dos combustíveis, diz presidente da Ipiranga

Para Marcelo Araujo, questões conjunturais como o câmbio e a alta das commodities afetam a subida dos preços neste momento

fique de olho

Dividendos: TIM paga R$ 137,5 milhões em juros sobre capital próprio

pagamento ocorre no dia 27 de outubro, sendo a data de 29 de setembro de 2021 como aquela que servirá para identificar os acionistas com direito a receber os valores

BLINK!

Via Varejo (VIIA3) é uma oportunidade de compra? Evergrande foi apenas um susto? Entenda esses e outros assuntos no BLINK!

Você já sabe que toda sexta-feira tem dois compromissos marcados: o happy hour e o encontro com Felipe Miranda, CIO e estrategista-chefe da Empiricus. Como sempre, ele responde perguntas feitas pelos seus seguidores de forma descontraída. Confira, afinal: sextou

FECHAMENTO DA SEMANA

Problemas na China minam apetite por risco dos mercados globais e pressionam o dólar, mas Ibovespa fecha a semana em alta de 1,65%

O alívio dos mercados com a gigante chinesa durou pouco, e o Ibovespa voltou a fechar o dia no vermelho

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies