Menu
2019-05-21T18:51:32-03:00
Estadão Conteúdo
Corre-corre

Líder do governo no Senado anuncia acordo para votar 4 MPs até quinta-feira

Entre as pautas estão a abertura do setor aéreo para o capital estrangeiro, a ajuda financeira a Roraima, a criação da NAV Brasil e a reforma administrativa

21 de maio de 2019
18:51
foto fernando bezerra
Senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE)Imagem: Pedro França/Agência Senado

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), anunciou um acordo para votar quatro medidas provisórias após passarem pela Câmara até quinta-feira, 23, entre elas a abertura do setor aéreo para o capital estrangeiro, a ajuda financeira a Roraima, a criação da NAV Brasil e a reforma administrativa.

A MP que estabelece um novo marco legal para o saneamento básico no País chegou a ser citada por ele, mas ainda depende de negociações envolvendo deputados federais e governadores que pedem alterações no texto.

Sob o risco de caducar na quarta-feira, 22, se não for votada no Congresso, a MP do setor aéreo deve ser votada na Câmara hoje e passar pelo Senado amanhã.

Ainda há dúvidas se os parlamentares irão manter a franquia gratuita de bagagem e a cota regional de voos incluídas no texto da medida.

A medida que causa mais polêmica é a reforma administrativa. Bezerra relatou que o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, já foi comunicado que o Congresso votará a MP mantendo os 22 ministérios desenhados originalmente pelo presidente Jair Bolsonaro, desistindo de recriar as pastas da Integração Nacional e das Cidades.

"Após a aprovação do relatório, se criou um ambiente através de declarações no Parlamento e fora do Parlamento de que se estaria pressionado por espaço político na Esplanada dos Ministérios", disse Bezerra, afirmando que os presidentes da Câmara e do Senado decidiram "zerar o jogo para que a estrutura proposta originalmente pudesse ser preservada."

Na Câmara, os deputados devem votar separadamente o destino do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), a restrição às investigações dos auditores da Receita Federal e a demarcação de terras indígenas, hoje sob o guarda-chuva do Ministério da Agricultura.

Sobre os protestos convocados para o próximo domingo, 26, em defesa do presidente Jair Bolsonaro e tendo o Congresso como um dos alvos, Bezerra disse não acreditar que as manifestações causem impacto nas discussões parlamentares.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Procura-se

Donos de exchange da África do Sul ‘desaparecem’ com US$ 3,6 bilhões em bitcoins após suposto ataque hacker

A maneira como as moedas foram embaralhadas torna quase impossível que as autoridades rastreiem para onde foram os bitcoins

Para ficar de olho

Oportunidade: Banco do Brasil abre concurso com mais de 2 mil vagas; veja como participar

Para participar da seleção os candidatos devem ter ensino médio completo e idade mínima de 18 anos. O salário inicial é de R$ 3.022,37

Energia elétrica

IPCA pode ir a 6,5% na bandeira vermelha

A bandeira vermelha 2, que tem custo adicional de R$ 6,243, iria a R$ 7,571 caso adotada a proposta da consulta pública

Esquenta dos Mercados

Relatório da inflação, leitura do PIB dos EUA e queda de ministro devem guiar a bolsa hoje

Assim como uma noite no deserto, o investidor deve ficar atento aos sinais para atravessar um momento de dificuldade

Volta ao original

Câmara rejeita emendas do Senado e retoma texto original de MP que eleva imposto para bancos

Deputados retomaram a alíquota de 25% na CSLL também para as agências de fomento e bancos de desenvolvimento estaduais

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies