Menu
2019-05-21T18:51:32-03:00
Corre-corre

Líder do governo no Senado anuncia acordo para votar 4 MPs até quinta-feira

Entre as pautas estão a abertura do setor aéreo para o capital estrangeiro, a ajuda financeira a Roraima, a criação da NAV Brasil e a reforma administrativa

21 de maio de 2019
18:51
foto fernando bezerra
Senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE)Imagem: Pedro França/Agência Senado

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), anunciou um acordo para votar quatro medidas provisórias após passarem pela Câmara até quinta-feira, 23, entre elas a abertura do setor aéreo para o capital estrangeiro, a ajuda financeira a Roraima, a criação da NAV Brasil e a reforma administrativa.

A MP que estabelece um novo marco legal para o saneamento básico no País chegou a ser citada por ele, mas ainda depende de negociações envolvendo deputados federais e governadores que pedem alterações no texto.

Sob o risco de caducar na quarta-feira, 22, se não for votada no Congresso, a MP do setor aéreo deve ser votada na Câmara hoje e passar pelo Senado amanhã.

Ainda há dúvidas se os parlamentares irão manter a franquia gratuita de bagagem e a cota regional de voos incluídas no texto da medida.

A medida que causa mais polêmica é a reforma administrativa. Bezerra relatou que o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, já foi comunicado que o Congresso votará a MP mantendo os 22 ministérios desenhados originalmente pelo presidente Jair Bolsonaro, desistindo de recriar as pastas da Integração Nacional e das Cidades.

"Após a aprovação do relatório, se criou um ambiente através de declarações no Parlamento e fora do Parlamento de que se estaria pressionado por espaço político na Esplanada dos Ministérios", disse Bezerra, afirmando que os presidentes da Câmara e do Senado decidiram "zerar o jogo para que a estrutura proposta originalmente pudesse ser preservada."

Na Câmara, os deputados devem votar separadamente o destino do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), a restrição às investigações dos auditores da Receita Federal e a demarcação de terras indígenas, hoje sob o guarda-chuva do Ministério da Agricultura.

Sobre os protestos convocados para o próximo domingo, 26, em defesa do presidente Jair Bolsonaro e tendo o Congresso como um dos alvos, Bezerra disse não acreditar que as manifestações causem impacto nas discussões parlamentares.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Reflexos da pandemia

Com coronavírus, lucro do Iguatemi cai 77,5% no 1º tri, para R$ 12,5 milhões

Operadora de shopping centers viu queda nas vendas, na receita líquida e no Ebitda com fechamento da maioria das lojas no fim de março por conta da pandemia

Atualização do Ministério da Saúde

Brasil tem 391.222 casos confirmados e 24.512 mortes pelo coronavírus

Segundo Ministério da Saúde, 158.593 pacientes foram recuperados

Projeto de ajuda a Estados

Bolsonaro diz não poder mais socorrer Estados e insiste na reabertura da economia

“Nós não podemos continuar socorrendo Estados e municípios que devem no meu entender de forma racional começar a abrir o mercado”, afirmou

seu dinheiro na sua noite

Magalu à prova de coronavírus

No último dia 18 de março, o Ibovespa amargou uma queda de 10,35%, depois de passar pela sexta vez no mês por um circuit breaker – a paralisação que acontece toda vez que o principal índice da bolsa cai mais de 10% durante um pregão. Nesse mesmo dia, as ações do Magazine Luiza registraram uma […]

Condição para socorro financeiro

MP que concede reajuste salarial a policiais e bombeiros no DF é publicada

Hoje, o presidente Jair Bolsonaro disse que deve sancionar o projeto de socorro a Estados e municípios até amanhã; edição de medida provisória era uma das condições para a sanção

Energia elétrica

Aneel retira de pauta reajuste da Cemig e prorroga vigência de tarifas atuais

Com isso, as tarifas atuais serão prorrogadas até 30 de junho

Pessimismo aumenta

IIF passa a prever que PIB do Brasil terá contração de 6,9% em 2020

Em relatório divulgado nesta terça-feira, 26, a instituição explica que a crise terá efeitos duradouros para o País

Mais alívio no câmbio

R$ 5,35: com uma ajuda do exterior, o dólar zerou os ganhos no mês e virou para queda

O clima tranquilo visto nos mercados globais abriu espaço para mais uma queda no dólar à vista — a sexta nas últimas sete sessões. Com isso, a moeda americana voltou aos níveis do fim de abril, afastando-se cada vez mais do patamar dos R$ 6,00

Títulos públicos

Tesouro Direto tem emissão líquida recorde de R$ 1,57 bilhão em abril

Com a emissão recorde, o estoque do programa fechou abril em R$ 60,24 bilhões, um aumento de 3,1% em relação ao mês anterior (R$ 58,44 bilhões)

Em meio à pandemia

56,6 milhões de brasileiros já receberam auxílio emergencial, diz Caixa

Todos receberam o pagamento da primeira parcela do benefício, no valor total de R$ 39,9 bilhões, enquanto 44,2 milhões de brasileiros também já receberam a segunda parcela, em um total de R$ 30,9 bilhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements