Menu
2019-04-04T14:17:25-03:00
Estadão Conteúdo
Esperando o depoimento...

Comissão do Senado aprova convite a Bebianno para explicar denúncias sobre o “laranjal” do PSL

Aprovação doe convite não significa, no entanto, que o ex-ministro precisará comparecer ao colegiado

19 de fevereiro de 2019
18:30 - atualizado às 14:17
senado
Votação do requerimento provocou debate acalorado entre os senadores contra e a favor - Imagem: Alessandro Dantas/Fotos Públicas

A Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle (CTFC) do Senado aprovou nesta terça-feira, 19, por seis votos a cinco, um requerimento para convidar o ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência Gustavo Bebianno para prestar depoimento sobre as denúncias de uso de candidaturas "laranjas" para desvio de recursos eleitorais.

A votação do requerimento provocou debate acalorado entre os senadores contra e a favor. Cotado para ser líder do governo no Senado, o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) mostrou preocupação sobre como essa questão pode afetar a votação das reformas, como a da Previdência.

"Nós estamos querendo amplificar uma crise para tirar esse foco da reforma da Previdência. Eu não vejo onde a presença de um ex-ministro de Estado vai contribuir para as matérias que a gente quer que ganhe curso. Essa crise que já encerrou, página virada", disse ele.

Integrante da base do governo, a senadora Selma Arruda (PSL-MT), que ficou conhecida pela carreira como juíza federal, também se posicionou contra a aprovação do requerimento. "Estamos gastando tempo e dinheiro com assunto que não é da nossa competência", disse.

Autor do requerimento, o senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP) ironizou a postura da base do governo, eleito com forte discurso anticorrupção do PT.

"Ver o governo Bolsonaro abafando a tentativa do Senado de investigar o caso Bebianno não tem preço: o Planalto mudou de inquilino, mas não de práticas. Transparência e combate à corrupção não são compromissos da base do governo no Congresso", escreveu Randolfe.

A aprovação desse convite não significa, no entanto, que Bebianno precisará comparecer ao colegiado. Ele pode se recusar a prestar esclarecimentos no Senado.

Integrantes da base do governo desconfiam, no entanto, que o ex-ministro aceite o convite e resolva falar à comissão.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

chefe do bc

Houve aumento da volatilidade e na proporção de minicontratos de dólar, diz Campos Neto

O chefe do Banco Central, no entanto, disse que “não é necessariamente uma relação de causa”

papéis com desconto

Raia Drogasil sobe forte com plano de expansão; veja o que dizem analistas

Papéis da rede de farmácias (RADL3) subiam 6,70%, a R$ 23,40, no início da tarde desta quarta; empresa anunciou plano de expansão e modernização das lojas

Dois meses de adiamento

Congresso cancela análise de vetos de Bolsonaro

Cancelamento prorroga a análise dos vetos às propostas de desoneração da folha salarial para 2021 e do novo marco legal do saneamento básico, entre outros itens polêmicos

Alinhamento político

Guedes dá um tempo na agenda liberal e defende Renda Cidadã

Percepção de que Guedes cedeu à agenda populista para sobreviver e se manter no cargo, até mesmo em eventual segundo mandato, não é apenas de políticos, mas também do mercado financeiro

Dia de estreia

Boa Vista estreia na bolsa com o pé direito e ações sobem mais de 13%

O birô de crédito concluiu a sua oferta precificando as ações no centro da faixa indicativa que ia de R$ 10,80 a R$ 13,60, a R$ 12,20.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements