Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-07-10T16:16:01-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
Ao infinito e além!

Virgin Galactic, do bilionário Richard Branson, pode ser 1ª empresa criada para levar turistas ao espaço listada em bolsa

O valor estimado da nova firma será de US$ 1,5 bilhões. O montante representa 1,5 vezes o capital investido e segundo a expectativa dos fundadores, a companhia deve apresentar um potencial de geração de caixa (Ebitda) que deve equivaler a 5,5 vezes o valor da firma

10 de julho de 2019
14:57 - atualizado às 16:16
VSS Unity Rockets to Space on Historic First Spaceflight
VSS Unity Rockets to Space on Historic First Spaceflight -

Se antes o sonho de ter uma empresa de turismo espacial de capital aberto listada na bolsa de valores parecia distante, agora ele pode se tornar realidade. O bilionário britânico Richard Branson anunciou ontem (9) que a sua companhia de turismo espacial Virgin Galactic fará uma fusão com a empresa de investimentos Social Capital Hedosophia (SCH).

A união das duas empresas levará a criação da primeira empresa de turismo espacial de capital aberto listada em bolsa de valores. De acordo com o que foi divulgado, a SCH terá 49% da empresa e a expectativa é que as transações sejam concluídas até a segunda metade de 2019.

Richard Branson à direita.

O valor estimado da nova firma será de US$ 1,5 bilhões. O montante representa 1,5 vezes o capital investido e segundo a expectativa dos fundadores, a companhia deve apresentar um potencial de geração de caixa (Ebitda) que deve equivaler a 5,5 vezes o valor da firma.

"Após a conclusão desta operação, a maioria dos fundos no capital da SCH deverá se somar ao saldo da Virgin Galactic para financiar sua operação e crescimento", falaram os sócios, no comunicado de fusão.

O CEO e fundador da SCH, Chamath Palihapitiya, ainda disse que irá investir US$ 100 milhões adicionais quando a transação for concluída. Além de contribuir com tal quantia, Palihapitiya será o presidente da nova companhia.

No documento apresentado pela Virgin Galactic (VG), a ideia é que o capital recebido com a fusão das duas empresas consiga fornecer o suporte necessário que a companhia precisa para comercializar os seus produtos e serviços. A fusão inclui a integração técnica e operacional adquirida ao longo de 15 anos.

Quem é essa tal de VG?

Mesmo sem fazer voos definitivos, a Virgin Galactic já está vendendo passagens por aproximadamente US$ 250 mil. Segundo o que foi informado no comunicado, a companhia possui reservas de mais de 600 pessoas de 60 nações diferentes e já recebeu depósitos de cerca de US$ 80 milhões de dólares.

Criada pelo bilionário Richard Branson, a Virgin tenta ganhar destaque de concorrentes como a SpaceX, do fundador da Tesla, Elon Musk, e da Blue Origin, do fundador da Amazon, Jeff Bezos.

Segundo o que falou o Palihapitiya, "hoje, há 2500 pessoas na fila de espera para se tornar consumidores. Há mais pessoas que querem ir ao espaço do que cadeira para transportá-los", destacou o futuro presidente da nova empresa no comunicado.

Hoje, as ações da Social Capital Hedosophia comandada por Palihapitiya são negociadas na bolsa de valores de Nova Iorque (NYSE). A abertura de capital da empresa ocorreu em setembro de 2017.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Crise dos chips

Sem carro zero no mercado, preço de usados sobe até 20% e vendas disparam – carro usado chega a custar mais que um novo

Mercado enfrenta escassez de semicondutores, demanda alta por veículos e prazos longos para a entrega

sem escassez

Fábrica da Tesla em Xangai deve terminar setembro com 300 mil carros produzidos em 2021

Marca será atingida mesmo em meio a uma escassez global de semicondutores, disseram duas fontes da montadora à Reuters

Fim da pandemia

CEO da Pfizer prevê que voltaremos à vida normal dentro de um ano, mesmo com novas variantes do coronavírus

Albert Bourla acredita que vacinação contra a covid-19 se tornarão anuais, para cobrir novas variantes, e que vacinas durarão um ano

ainda não acabou

Controladores da Alliar (AALR3) contratam XP para vender o negócio, diz jornal

Empresa de diagnósticos foi alvo, recentemente, de disputa pelo controle pela Rede D’Or e fundos ligados ao empresário Nelson Tanure

Mais recursos

Democratas aprovam pacote de US$ 3,5 tri no Comitê de Orçamento da Câmara dos EUA

Recursos serão destinados à rede de segurança social e programas relacionados a mudanças climáticas. Obtenção de quase unanimidade para aprovação no Congresso é desafio

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies