Menu
2019-04-17T14:46:30-03:00
Estadão Conteúdo
Liberou!

Superintendência do Cade aprova aquisição de ações pela Cemig e Light da Renova

Os dados da operação não descrevem o total a ser adquirido na operação em razão do processo ser de “acesso restrito ao Cade e às requerentes”

17 de abril de 2019
14:46
Central de energia eólica da Cemig
Imagem: Elena Fragoso/Shutterstock

A Superintendência Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a operação de aquisição de ações entre a Cemig Geração e Transmissão S.A., Light Energia S.A. e CG I Fundo de Investimento em Participações Multiestratégia. O ato pela aprovação, sem restrições, está publicado no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 17.

Segundo descrição da operação, trata-se da aquisição, pela Cemig GT e pela Light, de parte do capital social da Renova Energia S.A, detido pelo CG I FIP.

Os dados da operação não descrevem o total a ser adquirido na operação em razão do processo ser de "acesso restrito ao Cade e às requerentes".

A Renova Energia, de acordo com descrição no processo, é um grupo que atua na geração de energia elétrica por meio de fontes alternativas, como pequenas centrais hidrelétricas e empreendimentos de energia eólica, bem como na comercialização de energia elétrica.

"As Requerentes justificam a Operação sob o ponto de vista estratégico, ressaltando que a Operação permite o Grupo Cemig promover a melhoria da atual situação econômica e financeira da Renova, e permitir, em um segundo momento, a continuidade de sua expansão no mercado de energia renovável", diz o parecer da superintendência do Cade.

O documento destaca ainda que a operação está sujeito à aprovação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

atenção, acionista

Carrefour paga R$ 175 milhões em juros sobre capital próprio e altera valor de dividendos

Cifra equivale a R$ 0,088148225 por ação em circulação; também anunciou uma modificação do valor por ação dos dividendos aprovados em abril, de R$ 0,382372952 para R$ 0,382361396

maior apetite por risco

Empresas do Brasil captam US$ 4,6 bilhões; montante deve aumentar com ofertas de Stone e Light

Emissores brasileiros haviam paralisado planos de captar no exterior nos últimos meses, em meio à turbulência interna com a pandemia e o aumento do juro norte-americano

em meio ao aumento de consumo de frango

SuperFrango, de Goiás, retomará IPO de R$ 1 bilhão

Após resolver adiar a operação, a empresa fará uma apresentação mais cuidadosa de seu negócio aos analistas; oferta é estimada entre R$ 1 bilhão e R$ 1,5 bilhão

levantamento

Estatais descumprem critérios do marco do saneamento

GO Associados calculou que as companhias públicas do Rio Grande do Norte, Santa Catarina, Alagoas, Maranhão, Amazonas, Pará, Piauí, Roraima, Rondônia e Amapá não atendem a todos os critérios da “etapa 1” do decreto – que prevê o cumprimento de índices mínimos dos indicadores econômicos-financeiros

questionamentos em brasília

Novo marco de saneamento é alvo de ofensiva no Supremo e no Congresso

No Supremo, mais de 20 empresas estatais que prestam hoje serviços no setor querem a volta da possibilidade de fechar os chamados “contratos de programa”, diretamente com as Prefeituras e sem licitação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies