Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-07-30T12:29:42-03:00
Estadão Conteúdo
De olho nas queixas

Pan e Banco do Brasil possuem piores ouvidorias entre instituições financeiras de maior porte

Em uma escalada de zero a cinco, o índice do Pan foi de 2,64 no segundo trimestre de 2019, enquanto o do Banco do Brasil foi de 3,05

29 de julho de 2019
15:49 - atualizado às 12:29
Banco do Brasil
Banco do Brasil - Imagem: Shutterstock

O banco Pan e o Banco do Brasil possuem as piores ouvidorias entre as instituições financeiras de maior porte no País, indicou nesta segunda-feira o "Ranking de Qualidade de Ouvidorias", divulgado pelo Banco Central.

Em uma escalada de zero a cinco, o índice do Pan foi de 2,64 no segundo trimestre de 2019, enquanto o do Banco do Brasil foi de 3,05. Quanto menor o índice, pior a ouvidoria.

O índice é formado a partir das reclamações registradas pelos cidadãos nos canais de atendimento do Banco Central. São considerados aspectos como o prazo de resposta dos bancos às reclamações e a qualidade da resposta. Além disso, o indicador leva em conta a iniciativa dos bancos em aderir a plataformas públicas de resolução de conflitos com os clientes.

Entre as instituições com mais de quatro milhões de clientes, o Pan apresentou prazo médio de respostas de 11,03 dias úteis, sendo que houve 31 reclamações sobre a qualidade da resposta e 1 reclamação sobre a própria ouvidoria.

O Banco Pan informou, via assessoria de imprensa, que investe constantemente na melhoria e modernização de processos internos, de produtos e na qualidade do atendimento ao cliente.

No caso do Banco do Brasil, foram 9,83 dias úteis para resposta e 24 reclamações contra a qualidade da resposta. Houve ainda 2 reclamações contra a ouvidoria.

A terceira pior ouvidoria, conforme o ranking, é do Banco CSF, com índice de 3,17. Na lista com 12 instituições, o Banco do Nordeste aparece com a melhor classificação para ouvidorias, com índice de 4,95.

Instituições menores

Entre as instituições financeiras com menos de quatro milhões de clientes, a pior ouvidoria é a da Modal, com índice de 1,43. Na sequência aparecem GMAC (1,46) e Inter (1,58).

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Cautela em foco

Mercados hoje: bolsa abre em queda, com risco fiscal e cautela pré-Copom no radar; confira

Além disso, a temporada de balanços segue a todo vapor, com Petrobras após o fechamento do mercado

Coluna do jojo

Mercados hoje: Em terra de Copom, quem sobe os juros é rei

Para hoje, além da continuidade da temporada de resultados com pesos pesados – por aqui, esperamos nomes como Gerdau, Banco do Brasil e Petrobras –, mais pesquisas de opinião sobre o sentimento empresarial estão por vir

O melhor do seu dinheiro

O que mexe com seu dinheiro: bolão do Copom na bolsa, novo fundo da Inter, IPO da Raízen e mais

Bem, amigos do Seu Dinheiro. Hoje é dia de decisão! Com o desfalque do diretor Bruno Serra, que testou positivo para a covid-19, o Banco Central entra em campo nesta quarta-feira para definir a taxa básica de juros (Selic). Haja coração! As reuniões do Comitê de Política Monetária (Copom) são para a imprensa econômica o […]

Cliente difícil

Barrada na alfândega: Carne de unidade da BRF não é mais bem vinda na China

País asiático suspende compra de produtos suínos e de aves processados na unidade de Lucas do Rio Verde (MT), alegando problemas no transporte

Esquenta dos Mercados

Pré-mercado: cautela antes da decisão do Copom e risco fiscal devem dividir atenção com balanços do dia

Em meio ao exterior positivo, bolsa brasileira deve lidar com cenário interno de incertezas quanto ao teto de gastos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies