Menu
2019-04-02T19:01:20-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Privatizações

Banco do Brasil avança em processo de venda de participação na Neoenergia

O BB entrou em acordo com a espanhola Iberdrola, sócia na companhia, para se desfazer das ações por meio de uma oferta pública de ações na bolsa

2 de abril de 2019
19:01
Rubem Novaes, presidente do Banco do Brasil
Rubem de Freitas Novaes - Imagem: Reprodução/YouTube

O Banco do Brasil deve dar início ao processo de venda de participações consideradas não-estratégicas na gestão do novo presidente Rubem Novaes com a participação de 9,3% que detém na Neoenergia.

O BB entrou em acordo com a espanhola Iberdrola, sócia na companhia, para se desfazer das ações por meio de uma oferta pública de ações na bolsa, afirmou Novaes a jornalistas.

Questionado se a operação pode acontecer ainda neste semestre, o presidente do Banco do Brasil respondeu simplesmente: "Se Deus quiser". A oferta de ações da Neoenergia vai ser coordenada pela própria área de banco de investimento do BB, além dos americanos Bank of America Merrill Lynch (BofA) e J.P. Morgan.

"A linha mestra é se desfazer do que não tem relação nem sinergia com as atividades na nave-mãe do banco", afirmou Novaes, que participou hoje de evento promovido pelo Bradesco BBI.

Além das participações em empresas, o Banco do Brasil pretende vender participações em unidades de negócio como o banco de investimentos e a BB DTVM, área de gestão de fundos.

Nos dois casos, o caminho provável que o banco deve adotar antes da venda na bolsa é uma parceria com um sócio estratégico, segundo Novaes.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

polêmica

Governo barra novo cadastro para auxílio

A estratégia do governo já desperta críticas de organizações da sociedade civil, que consideram urgente a abertura de um novo prazo para pedidos de auxílio

Tombo grande

Elon Musk perde US$ 27 bilhões em uma semana após tombo da Tesla

Mesmo com o tompo gigantesco, Musk segue como segundo homem mais rico do mundo, atrás apenas de Jeff Bezos, o fundador da Amazon

Expansão

3R Petroleum fecha parceria com DBO para aquisições de campos offshore

Com a parceria, a DBO se tornará acionista minoritária da OP, que seguirá sob controle da 3R

Boletim médico

Covid-19: mortes ultrapassam 264 mil e casos chegam a quase 11 milhões

Os dados estão na atualização diária do Ministério da Saúde, divulgada na noite deste sábado (6)

ESTRADA DO FUTURO

A mentira envolvendo o Clubhouse e o Tinder que rendeu 400% de valorização

Os mercados estão longe de serem perfeitos, e hoje vou te contar uma história real que envolve duas das empresas mais quentes no setor de mídias sociais: o “Clubhouse” e o “Tinder”.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies