💰IPCA + 8% e outros títulos ‘premium’: receba as melhores ofertas de renda fixa no seu WhatsApp

Cotações por TradingView
2019-04-04T13:42:23-03:00
Estadão Conteúdo
Com variação do dólar

Gastos de brasileiros no exterior caem 19%, segundo Banco Central

Resultado reflete as despesas de brasileiros em outros países em janeiro, já descontadas os gastos de estrangeiros em viagem ao Brasil

26 de fevereiro de 2019
7:19 - atualizado às 13:42
dólar na carteira
Notas de dólares - Imagem: Shutterstock

A alta do dólar ante o real nos últimos meses continua segurando as despesas de brasileiros no exterior. Dados do Banco Central, divulgados nessa segunda-feira, 25, mostraram que os gastos líquidos com viagens em outros países foram de US$ 986 milhões em janeiro deste ano.

O montante é 19% inferior ao registrado em janeiro do ano passado.

Este resultado reflete as despesas de brasileiros em outros países em janeiro, já descontadas os gastos de estrangeiros em viagem ao Brasil. De acordo com o chefe do Departamento de Estatísticas do BC, Fernando Rocha, o câmbio explica o desempenho mais recente da conta de viagens internacionais.

“Em janeiro de 2019, tivemos taxa média de câmbio de R$ 3,74. Em janeiro de 2018, de R$ 3,22. Isso significa uma desvalorização cambial de 16%”, pontuou, durante apresentação dos dados a jornalistas.

Na prática, com um dólar mais caro ante o real, os brasileiros estão pensando duas vezes antes de viajar ao exterior.

No ano passado, a conta de viagens internacionais do balanço de pagamentos ficou negativa em US$ 12,3 bilhões.

Para 2019, a projeção é de gastos líquidos de US$ 17,0 bilhões - o aumento esperado é justificado, em grande parte, pela perspectiva de crescimento maior da economia e da renda este ano. Os dados mais recentes do BC mostram que em fevereiro, até o dia 21, as despesas líquidas dos brasileiros com viagens a outros países somam US$ 590 milhões.

Conta corrente

Os dados do BC mostraram ainda que, em janeiro, o País registrou déficit de US$ 6,548 bilhões em transações correntes. O número reflete a relação entre o Brasil e os outros países nas áreas comercial (exportação menos importação), de serviços e de rendas.

Rocha pontuou que o saldo negativo foi apenas 4% superior ao déficit de US$ 6,239 bilhões em janeiro de 2018. "Manteve-se o déficit em níveis baixos, como já estamos observando há algum tempo", afirmou. No acumulado de 12 meses até janeiro, o déficit em conta corrente atingiu 0,78% do Produto Interno Bruto (PIB).

Já o Investimento Direto no País (IDP), que reflete os aportes de estrangeiros no setor produtivo, somou US$ 5,87 bilhões em janeiro. O resultado ficou acima do esperado pelo próprio BC, que previa 4,3 bilhões, em função de empréstimos intercompanhias registrados no fim do mês.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa recua antes de votação da PEC da Transição, Vale (VALE3) desagrada investidores, Petrobras (PETR4) corte preço do gás de cozinha e outros destaques do dia

7 de dezembro de 2022 - 20:01

Veja tudo o que movimentou os mercados nesta quarta-feira, incluindo os principais destaques do noticiário corporativo e as ações com o melhor e o pior desempenho do Ibovespa

NATAL CHEGOU MAIS CEDO?

CPFL Energia (CPFE3) paga última parcela de dividendos bilionários na próxima semana; veja quem terá direito a mais de R$ 1,8 bilhão em proventos

7 de dezembro de 2022 - 19:49

Serão distribuídos cerca de R$ 1,621140258 por ação na próxima semana, em 15 de dezembro

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa fecha em queda de 1% e dólar também recua com commodities e votação da PEC da Transição no Senado; Magazine Luiza (MGLU3) anota o maior tombo dia

7 de dezembro de 2022 - 18:56

s a espera pelo veredito dos parlamentares não foi a única a dar o tom dos negócios hoje: a última reunião do Copom também gerou expectativa nos investidores

EXILE ON WALL STREET

Rodolfo Amstalden: Entre a hipérbole e o eufemismo

7 de dezembro de 2022 - 18:54

Se estamos prestes a cometer um erro grave, e parcialmente cegos em relação a isso, o mercado fornecerá rapidamente um simulacro dos resultados desse erro: desvalorização cambial, alta dos juros futuros, queda da Bolsa

CRISE INSTITUCIONAL

Autogolpe e impeachment no mesmo dia? Entenda o caos que se instalou no Peru e derrubou o presidente em menos de 24h

7 de dezembro de 2022 - 18:33

m apenas um ano e meio de poder, Castillo é alvo de três processos de cassação de mandato por corrupção. O presidente assumiu depois de mais de 40 dias da realização das eleições

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies