2019-09-24T15:34:24-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
Fim da novela

Dona da Ambev, AB InBev levanta US$ 5 bilhões em oferta de ações feita na bolsa de Hong Kong

Valor final da oferta ainda pode ser maior caso a AB InBev oferte um lote opcional de mais 189.354.000 ações, o que elevaria o total a aproximadamente US$ 5,75 bilhões

24 de setembro de 2019
8:23 - atualizado às 15:34
Embalagem de Budweiser - Imagem: Shutterstock

Depois de algumas idas e vindas, a belga Anheuser-Busch InBev (AB InBev), dona da brasileira Ambev, anunciou  a captação de cerca de US$ 5 bilhões na oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) da sua subsidiária asiática, a Budweiser Brewing Company APAC Limited.

No IPO, foram ofertadas 1.262.350.000 ações, precificadas em 27 dólares de Hong Kong (US$ 3,45) cada. A oferta confere à Budweiser APAC uma capitalização de mercado de mais de US$ 45 bilhões, dentro do esperado pela empresa.

Esta é a segunda maior oferta de ações lançada neste ano no mundo, ficando atrás apenas do IPO da Uber, na NYSE,  que levantou US$ 8,1 bilhões em maio deste ano.

  • CONVITE ESPECIAL: Hoje é nosso aniversário de 1 ano do Seu Dinheiro. E estamos com uma super novidade para você, leitor. Aqui neste vídeo nosso colunista Fausto Botelho conta os detalhes. Aproveite!

A expectativa é que as ações comecem a ser negociadas no dia 30 de setembro na bolsa de Hong Kong, com o código '1876'.

A oferta ainda pode ter um valor final ainda maior caso a AB InBev oferte um lote opcional de mais 189.354.000 ações, o que elevaria o total a aproximadamente US$ 5,75 bilhões.

O valor é muito bem vindo aos cofres da gigante cervejeira AB Invev.  Desde 2016 a companhia acumula um débito de US$ 102,5 bilhões, fruto da aquisição de sua rival direta, a SABMiller.

A Budweiser Brewing Company é um braço importante do negócio da empresa belga. Hoje, a subsidiária asiática atua na China, Austrália, Coréia do Sul, India e Vietnam, produzindo e comercializando marcas mundialmente famosas como Budweiser, Stella Artois, Corona, Howegaarden e mais 50 outros nomes.

Hoje, o mercado chinês de cerveja é um dos que mais crescem e, embora ainda seja dominado por marcas locais populares, apresenta também um crescimento do segmento de cervejas premium.

Em 2018, a filial asiática da AB InBev registrou um lucro de US$ 1,4 bilhões. A expectativa é que o segmento tenha um crescimento de até 21% nos próximos quatro anos.

Entenda a história

Em maio, a AB InBev entrou com um pedido de abertura de capital na bolsa de Hong Kong. A oferta inicial estava prevista para ocorrer em julho.

Mas, devido ao baixo interesse dos investidores, a gigante do mundo cervejeiro cancelou a sua tentativa de IPO junho. A ideia inicial era muito mais ambiciosa e tinha como objetivo arrecadar no mínimo US$ 10 bilhões.

A empresa voltou a demonstrar interesse na abertura de capital de sua filial asiática após realizar a venda de sua subsidiária australiana ao grupo japonês Asahi Holdings, pelo valor de US$ 11,3 bilhões.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa resiste em alta, as ofertas de ações da Arezzo e da Equatorial e uma pedra no sapato dos FIIs: veja as principais notícias desta quinta

Após o discurso duro do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, na tarde de ontem, o que desencadeou uma forte queda nas bolsas americanas, hoje foi dia de ajuste nas bolsas globais. O Ibovespa começou o dia novamente com uma alta substancial, ainda movido pela entrada de recursos estrangeiros na bolsa brasileira, aproveitando-se dos descontos […]

OLÉ!

Apple dribla crise de chips e justifica protagonismo entre big techs com trimestre histórico; confira desempenho da maçã e a reação do mercado

Os últimos três meses do ano são de extrema importância para a empresa, pois fornece a Wall Street uma visão de como seus produtos podem se comportar no ano seguinte

Fechamento Hoje

Em dia de ajuste pós-Fed, Ibovespa fecha em alta de mais de 1% e testa os 113 mil pontos; dólar cai

Piora em NY chegou a desacelerar as altas na bolsa brasileira, que conseguiu se recuperar na reta final do pregão

QUE GOLAÇO!

Token do Santos será o primeiro a pagar “dividendos” a investidor após negociação do atacante Yuri Alberto; entenda e saiba como receber

Revelado pelo Santos e destaque no Internacional, Yuri Alberto faz parte de uma cesta de atletas que podem gerar algum lucro para quem tiver os Tokens da Vila

DE VOLTA ÀS ESTRADAS

Com a bênção da ANTT, Itapemirim recua em plano de suspender linhas de ônibus; confira as rotas que vão funcionar normalmente

Grupo, que está em recuperação judicial, surpreendeu passageiros no final do ano passado ao cancelar voos da ITA, sua recém inaugurada companhia aérea