O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2019-04-04T14:42:16-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Novos cortes de produção

Opep faz movimentos com a tesoura, e preço do petróleo dispara nos mercados

Membros da organização planejam cortar sua produção em cerca de 1 milhão de barris no ano que vem

12 de novembro de 2018
9:45 - atualizado às 14:42
opep
OPEP - Imagem: Andrei Moraes/Seu Dinheiro

Bastou Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) sinalizar a necessidade de seus membros realizarem novos cortes na produção de petróleo para o preço da commodity ir para as alturas. Em reunião feita em Abu Dhabi, os produtores da Opep disseram que será preciso cortar a oferta em cerca de 1 milhão de barris em 2019. Espera-se que uma decisão final sobre o assunto seja tomada em encontro da organização previsto para o próximo mês.

A informação veio como um injeção de adrenalina e o petróleo disparou durante a madrugada de domingo para segunda-feira. Na abertura da semana, no entanto, a alta era mais modesta: o barril do Brent para janeiro avançava 1,30% na ICE, a US$ 71,10, enquanto o WTI para dezembro tinha alta de 0,76% na Nymex, a US$ 60,65.

Obcecados pelo equilíbrio

Nesta segunda-feira, o ministro de Energia da Arábia Saudita, Khalid al-Falih, disse que tanto os membros da Opep quanto outros produtores que não integram o grupo, devem fazer o que for necessário para equilibrar o mercado de petróleo.

Ele disse que os países terão de cortar sua produção combinada se os atuais níveis de oferta e demanda persistirem. Somente a Arábia Saudita Arábia Saudita planeja cortar sua produção em 500 mil barris por dia em dezembro.

Khalid aproveitou sua fala para colocar uma pá de cal nos rumores sobre o fim da Opep. Para ele, nos círculos políticos, não há "discussão de forma alguma" sobre a possibilidade de se eliminar a organização.

Separadamente, o presidente da Opep, Suhail Al Mazroui, disse hoje que os produtores não irão gerar uma situação de oferta excessiva, a menos que haja necessidade. Já o secretário-geral da entidade, Mohammad Barkindo, previu que 2019 será um ano difícil.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

PERSONA NON GRATA

A lista de Putin: veja quem são as pessoas proibidas de entrar na Rússia — Trump escapa, mas Zuckerberg não

Essa lista está sendo considerada um movimento simbólico em resposta às duras sanções impostas pelos países ocidentais pela invasão da Ucrânia, em fevereiro

MADE IN CHINA

Shopee, Shein e AliExpress livre de taxas? Bolsonaro diz que sim e Guedes diz que não!

Chefe do Executivo volta a contrariar o ministro da Economia, Paulo Guedes, que na última semana defendeu o digitax — um imposto que seria aplicado em compras online de fornecedores estrangeiros

BYE BYE GOVERNO!

Privatização vem aí: conselho do PPI altera regras da capitalização da Eletrobras (ELET3); saiba por que mudou

O TCU aprovou na sessão de quarta-feira (18) o processo de privatização da companhia — a proposta do relator venceu por 7 votos a favor e 1 contra

NOVO SHAPE

Da academia pra carteira: Smart Fit (SMFT3) tem potencial de alta de 34%, diz Itaú BBA — saiba se é hora de comprar

Depois do confinamento provocado pela covid-19, a indústria fitness enfrenta agora um cenário desafiador, com inflação alta, segundo o banco de investimentos

SEM LIMITE

STF nega impor prazo a Lira para análise de pedidos de impeachment de Bolsonaro

O chefe do Executivo é alvo de mais de 140 solicitações de impedimento; entenda a decisão da corte máxima

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies