Menu
2018-09-24T16:41:37-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Plano de negócios

Você vai ter que esperar mais alguns meses para saber os próximos passos da Petrobras

Expectativa é de que o plano de negócios para 2019 traga mais informações sobre as plataformas de petróleo que serão instaladas em Búzios 5

24 de setembro de 2018
16:41
Expectativa e espera
Plano de negócios da Petrobras deve trazer um panorama sobre a instalações de plataformas em Búzios 5 - Imagem: Shutterstock

Vai chegando o fim do ano e os investidores já começam a especular quais serão os próximos passos das empresas de capital aberto no país. Mas, se você está na lista dos que negociam Petrobras, saiba que as novidades sobre a petroleira vão demorar mais um tempinho para sair.

O diretor de desenvolvimento da produção e tecnologia da estatal, Hugo Repsold, disse nesta segunda-feira, 24, que o Plano de Negócios da Petrobras será anunciado apenas em dezembro.

Apesar do banho de água fria, Repsold soltou algumas pistas do que deve entrar no planejamento da companhia. As plataformas que serão instaladas em Búzios 5, cuja licitação para construção das unidades deverá ficar para 2021, são algumas delas. Além disso, a Petrobras espera para o ano que vem a entrada de várias plataformas e aumento de cerca de 10% na produção.

É pra já

Repsold também soltou que a plataforma P-77 da Petrobras já deixou o estaleiro da China e está a caminho do Brasil, onde deve chegar em cerca de três meses. A P-77 será instalada no ano que vem no campo de Búzios 4, na bacia de Santos, onde já estão instaladas as plataformas P-74 (em produção) e a P-76 (ancorada).

Todas têm capacidade de produzir 150 mil barris diários de petróleo, assim como a P-76, que está saindo de um canteiro de obras no Brasil em direção ao campo.

Meta será cumprida, apesar de tombo

Este ano, apesar de queda de 0,8% da produção de petróleo em julho, a estatal prevê atingir a meta de 2,7 milhões de barris diários no final deste ano. O preço do petróleo, que nesta segunda atingiu a máxima dos últimos quatro anos ao ser cotado a US$ 80 o barril (intraday), é um motivador para garantir os planos de crescimento.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

em são paulo

Luciano Hang tem alta hospitalar após ser internado com covid-19

Mais cedo, ele realizou uma live na rede social, em que contou que permaneceu assintomático

após reclamações

C6 Bank é multado em R$ 7 milhões pelo Procon-SP por crédito consignado

Procon ressalta que recebeu reclamações de consumidores de todo o Estado, que disseram que foram surpreendidos com empréstimos consignados não solicitados

Prévia operacional

Cury bate recorde de lançamentos e vendas em 2020

Lançamentos da construtora voltada para o segmento de baixa renda totalizaram R$ 1,541 bilhão, enquanto vendas líquidas foram de R$ 1,346 bilhão

Principais taxas da Europa

BCE mantém instrumentos de política monetária, incluindo juros e nível do QE

As compras de ativos emergenciais foram mantidas em 1,85 bilhão de euros e o BCE informou que manterá o PEPP até pelo menos o final de março de 2022.

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta quinta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies