Menu
2019-04-04T14:11:51-03:00
Estadão Conteúdo
Novo Governo

Depois de serem nomeados no dia 1º, futuros ministros assumem cargos no dia seguinte

Paulo Guedes toma posse na tarde de quarta-feira e transmissão será feita por três ministros: Eduardo Guardia (Fazenda), Esteves Colnago (Planejamento) e Marcos Jorge (Indústria e Comércio Exterior)

29 de dezembro de 2018
17:29 - atualizado às 14:11
Bolsonaro Paulo Guedes
Bolsonaro e Guedes - Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock / Fotos Públicas

Depois da posse do futuro presidente da República, Jair Bolsonaro, os ministros do novo governo devem assumir os cargos no dia 2, quarta-feira. Oficialmente, Bolsonaro faz a nomeação de todos os ministros no dia 1º, em cerimônia no Salão Nobre do Palácio do Planalto, logo depois de receber o cumprimento dos chefes de governo e de Estado. Em seguida, eles fazem a fotografia oficial no Salão Oeste. A transmissão dos cargos dos atuais ministros para os futuros, no entanto, fica para o dia seguinte.

Os ministros que vão despachar no Palácio do Planalto, ao lado de Bolsonaro, receberão os cargos em cerimônia conjunta marcada para a quarta, às 9 horas. Assumirão os cargos Onyx Lorenzoni (Casa Civil), Gustavo Bebianno (Secretaria Geral), general Carlos Alberto dos Santos Cruz (Secretaria de Governo) e general Augusto Heleno Ribeiro Pereira (Gabinete de Segurança Institucional).

A transmissão oficial do cargo do Ministério da Ciência e Tecnologia para o astronauta Marcos Pontes será também às 9 horas. O atual ministro Gilberto Kassab já transmitiu "simbolicamente" o comando da pasta para o futuro ministro na última sexta-feira. Kassab não estará presente na cerimônia da próxima quarta-feira.

Pela manhã também assumirá o cargo de Minas e Energia, o almirante Bento Costa e Lima, em substituição ao atual ministro Moreira Franco. Sérgio Moro assume o cargo de ministro da Justiça, em cerimônia no Salão Negro do Palácio da Justiça, marcada para as 10 horas. Moro assumirá o ministério turbinado com as áreas de segurança pública e registro sindical.

A transmissão do cargo de ministro da Agricultura do atual titular Blairo Maggi para Tereza Cristina será às 11 horas. Já o futuro ministro da Cidadania, Osmar Terra, recebe o cargo às 12 horas. No mesmo horário também assumirá o cargo de ministro da Saúde Luiz Mandetta.

O futuro superministro Paulo Guedes (Economia) toma posse às 15 horas no Instituto Serzedello Corrêa, ligado ao Tribunal de Contas da União (TCU). Foram enviados 350 convites para a cerimônia. A transmissão neste caso será feita por três atuais ministros do governo Michel Temer: Eduardo Guardia (Fazenda), Esteves Colnago (Planejamento) e Marcos Jorge (Indústria e Comércio Exterior). O futuro Ministério da Economia fundirá as três pastas atuais.

No mesmo horário da posse de Guedes também ocorrerá a transmissão de cargo do atual ministro dos Transportes, Valter Casimiro, para o novo ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. A cerimônia será no auditório do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

O general Fernando Azevedo e Silva, futuro ministro da Defesa, assumirá o cargo das mãos do atual general Joaquim Silva e Luna, às 16 horas. No mesmo horário também estão marcadas as posses dos futuros ministros Ricardo Vélez Rodriguez (Educação), Marcelo Álvaro Antônio (Turismo) e Damares Laves (Mulher, Família e Direitos Humanos).

No fim do dia, o diplomata Ernesto Araújo toma posse como ministro de Relações Exteriores, em cerimônia marcada para as 18 horas, no Itamaraty.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Receita Federal dos EUA

Binance é investigada por manter contas suspeitas de lavagem de dinheiro nos EUA

Desde 2019, a Binance não oferece mais serviços de trading de criptomoedas para quem mora nos Estados Unidos

Sobe e desce da commodity

Dia de correção: minério de ferro cai forte e derruba ações da Vale e siderúrgicas

As ações da Vale, Gerdau, Usiminas e CSN estão entre as maiores baixas do Ibovespa hoje, influenciadas pela cotação do minério de ferro

Rombo nas contas assusta

Decisão do STF sobre ICMS pode acelerar reforma tributária

O risco de um desfalque maior na arrecadação do governo deve intensificar os esforços da equipe econômica para acelerar a tramitação das mudanças no Congresso

Reação ao balanço

Lucrou, mas não empolgou. Ações do IRB caem mesmo com melhora no resultado

Papéis da resseguradora (IRBR3) estavam entre as maiores quedas do Ibovespa nesta sexta-feira; Credit Suisse vê piora operacional da companhia

Prepare o bolso

Petrobras diz que manterá ritmo de reajustes nos preços de combustíveis

Um executivo confirmou que não haverá mudanças na política de preços da estatal, que segue sem frequência definida

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies