Menu
2018-11-13T13:08:12-02:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
IBGE

Vendas no varejo caem 1,3% em setembro ante agosto

Na comparação ao mesmo período do ano passo, houve alta de 0,1%; números vieram dentro da expectativa de especialistas

13 de novembro de 2018
9:25 - atualizado às 13:08
Varejo
Vendas no varejo - Imagem: Alex Silva/Estadão Conteúdo

As vendas do comércio varejista registraram uma queda de 1,3% em setembro ante agosto, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta terça-feira, 13.

O resultado veio dentro das estimativas de especialistas ouvidos pelo "Broadcast", do Estadão, que previam desde uma queda de 1,30% a avanço de 2,10%, com média de -0,15%.

No ano, o varejo acumula alta de 2,3%. Já em 12 meses, o avanço foi de 3,3% em agosto para 2,8% em setembro.

Na comparação ao mesmo mês do ano passado, as vendas acumularam alta de 0,1%. O número também está dentro da expectativa dos especialistas, que previam desde uma estabilidade, 0 %, a expansão de 3,50% com média de 1,55%.

O recuo de 1,3% no volume de vendas do comércio varejista no período foi puxado pelos setores de Combustíveis e lubrificantes (-2,0%), Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-1,2%), e Outros artigos de uso pessoal e doméstico (-1,0%).

"Não há a menor dúvida, teve uma perda de ritmo no varejo em setembro", disse Isabella Nunes, gerente da Pesquisa Mensal de Comércio.

O que puxou a queda?

Segundo a pesquisadora, os aumentos nos preços dos combustíveis e dos alimentos detectados pela inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em setembro impactaram as vendas dos supermercados e dos postos de combustíveis. As duas atividades respondem juntas por 62,4% do varejo. "Essas são as duas principais atividades com pressão maior de inflação", lembrou Isabella.

As demais perdas ocorreram em Livros, jornais, revistas e papelaria (-1,0%), Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (-0,4%) e Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (-0,2%).

Por outro lado

Na direção oposta, houve crescimento em Móveis e eletrodomésticos (2,0%) e Tecidos, vestuário e calçados (0,6%). "Isso guarda alguma relação com a melhora na taxa de juros. Embora esteja bastante distante de 2014, ela mantém o recuo", justificou Isabella Nunes.

Quanto ao comércio varejista ampliado, que inclui as atividades de veículos e material de construção, o volume de vendas caiu 1,5% em setembro ante agosto. As vendas de Veículos, motos, partes e peças tiveram ligeira queda de 0,1%, enquanto Material de construção teve redução de 1,7%.

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

balanço do dia

Covid-19: casos sobem para 15,5 milhões e mortes, para 432,6 mil

O total de vidas perdidas durante a pandemia subiu para 432.628. Entre ontem e hoje, foram registradas 2.211 novas mortes.

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Mudaram as estações, mas nada mudou na bolsa

Quem olha para o saldo do Ibovespa na semana pode achar que os últimos dias foram um marasmo. O índice, afinal, ficou praticamente estável — uma quase desprezível queda de 0,13%. “Mas eu sei que alguma coisa aconteceu / tá tudo assim, tão diferente”, já dizia a música. E é verdade: nada mudou na bolsa, […]

Fechamento da semana

Inflação americana e minério de ferro vivem ‘dias de luta e dias de glória’, monopolizando a semana; dólar avança e bolsa recua no período

O minério de ferro puxou Vale e siderúrgicas para cima – mas depois derrubou. A inflação americana também assustou, mas conseguiu acalmar o ânimo dos investidores. Confira tudo o que movimentou a semana

Engordando o caixa

Petrobras gera US$ 2,5 bilhões com desinvestimentos em 2021; venda mais recente é para fundo árabe

E a estatal não deve parar por aí, pois o diretor financeiro da empresa já reafirmou a intenção de continuar com o programa de venda de ativos

Em evento do BofA

Presidente do BC revela preocupação com análise de autonomia no STF e planos para PIX internacional

Campos Neto e o ministro da Economia, Paulo Guedes, têm conversado com ministros da Corte sobre os questionamento acerca do tema

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies