Menu
2019-04-20T15:28:42-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Por tabela do frete mínimo

Caminhoneiros podem voltar a cruzar os braços a qualquer momento

Líder da categoria disse à revista “Veja” que os motoristas estão “revoltados” pela falta de fiscalização da tabela do frete mínimo e outros direitos assegurados por lei

27 de novembro de 2018
9:55 - atualizado às 15:28
Greve dos caminhoneiros
Imagem: Douglas Magno/Estadão Conteúdo

Os caminhoneiros estão planejando cruzar os braços mais uma vez, a qualquer momento. O motivo? a falta de fiscalização contra empresas que vêm descumprindo a tabela do frete mínimo.

Se essa promessa for adiante, é uma má notícia para a economia. Lembra como foi da outra vez? A bolsa de valores despencou, a Petrobras perdeu o seu presidente, várias empresas tiveram prejuízos com logística, o clima de incerteza assustou o investidor estrangeiro. Uma nova greve dos caminhoneiros é tudo que o novo governo de Jair Bolsonaro não precisa para começar seu mandato.

O que eles querem agora?

O uso da tabela foi a solução encontrado pelo presidente Michel Temer para colocar fim na greve que parou o país, por 11 dias, em maio deste ano. A informação foi dada por representantes da categoria à revista "Veja" nessa segunda-feira, 26.

À época, apesar do governo ceder, entidades representantes da agricultura e da indústria se posicionaram contra ao tabelamento.

"Estão todos [os caminhoneiros] revoltados. A questão do piso mínimo foi só uma jogada para parar a greve. Ninguém está cumprindo, e o governo não fiscaliza e tampouco multa", disse o representante do Comando Nacional do Transporte, Ivar Luiz Schmidt, à revista.

Ainda segundo o líder, uma série de leis que deveriam proteger os caminhoneiros, como a jornada de oito horas com no máximo duas horas extras, não são levadas a sério pelos contratantes.

"Hoje, todos trabalham em média dezesseis horas diárias. Alguns rodam três ou quatro dias seguidos sem dormir, pois acham que a solução da baixa rentabilidade é trabalhar mais. Daí que ocorrem os acidentes. Imagina como está no final do dia um profissional que trabalhou dezesseis horas?", disse.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

coronavírus no brasil

Brasil passa da marca de 1,5 milhão de casos confirmados de covid-19

Do total de infectados até o momento, 868.372 já se recuperaram

ministro da Economia

Presidente está determinado a seguir em frente com reformas, diz Guedes

Guedes voltou a traçar um prognóstico positivo para a recuperação da atividade econômica após o momento mais dramático dos efeitos da pandemia do novo coronavírus

seu dinheiro na sua noite

Aqui, ali, em qualquer lugar

Os protestos surgiram logo no primeiro dia da quarentena aqui em casa. O André, meu filho mais velho, reclamou de tédio, e não demorou até ganhar a adesão da Helena. A situação se acalmou depois que a escola adotou as aulas virtuais. Mas com as férias a partir desta semana já começo a temer por novas “manifestações”. […]

gigante estatal

Petrobras aguarda autorização da ANP para avançar com diesel vegetal

A Petrobras está em fase final de desenvolvimento da tecnologia que permitirá a produção de óleo diesel de origem vegetal em suas refinarias, afirmou o diretor de Relacionamento Institucional da estatal, Roberto Ardenghy

Semana positiva

Ibovespa sobe mais de 3% na semana e dólar cai a R$ 5,31; dados positivos se sobrepõem à cautela

Indicadores econômicos mais fortes no mundo, somados a novas injeções de recursos pelos BCs e governos, levaram o Ibovespa às máximas em quase um mês e permitiram um alívio no dólar à vista

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements