2018-09-27T14:50:13-03:00
Estadão Conteúdo
A caminho da meta

PIB dos EUA cresce dentro do esperado

No primeiro trimestre do ano, a taxa de crescimento do país foi de 2,2%

27 de setembro de 2018
14:49 - atualizado às 14:50
Presidente dos EUA, Donald Trump
Presidente dos EUA, Donald Trump - Imagem: Shutterstock

O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos cresceu 4,2% no segundo trimestre, mostrou a terceira e última leitura do indicador, publicada nesta quinta-feira, 27, pelo Departamento do Comércio. Analistas ouvidos pelo Wall Street Journal previam alta um pouco maior, de 4,3%.

O valor coloca o país no caminho de atingir a meta do presidente Donald Trump, que prevê crescimento anual de 3%.

O resultado coincide com a estimativa divulgada em agosto pelo Departamento do Comércio. No primeiro trimestre do ano, a taxa de crescimento do país foi de 2,2%.

Avanços

Os números divulgados hoje mostram que os gastos dos consumidores, que representam mais de dois terços da produção econômica dos EUA, avançaram à taxa anualizada de 3,8%, estimativa sem revisão ante a leitura anterior. O investimento das empresas, por sua vez, foi um pouco mais forte do que o antes estimado, em alta de 8,7%, de 8,5% antes calculado.

O Departamento do Comércio informou que o comércio global acrescentou 1,22% ao PIB americano no segundo trimestre, quando na estimativa anterior esse acréscimo havia sido calculado em 1,17 ponto porcentual. As exportações foram revisadas em alta e as importações, em baixa.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

O Ibovespa na contramão do mundo, o impulso das commodities, a pressão dos servidores públicos e tudo o que agitou os mercados nesta terça

Nada como uma perspectiva de aperto monetário para segurar o desempenho dos ativos de risco. E nesta terça-feira (18), os mercados financeiros americanos voltaram do feriado colocando nos preços a expectativa dos investidores com a alta dos juros e a redução dos estímulos monetários nos Estados Unidos. O resultado foi uma disparada nos juros futuros, […]

Fechamento Hoje

Ibovespa sobrevive a mar vermelho no exterior e consegue fechar em alta; avanço nos retornos dos Treasuries pesa nos juros e no câmbio

Principal índice da B3 lutou para se manter no lado positivo ao longo de todo o pregão, com ajuda das commodities; dólar, porém, também fechou em alta