Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-04T13:45:36-03:00
Estadão Conteúdo
Provocação

Trump comemora queda nos preços do petróleo e cita o Fed em tuíte

Presidente americano atribuiu queda nos preços do petróleo às suas políticas e ainda lançou uma provocação ao Fed, banco central dos EUA

25 de novembro de 2018
19:17 - atualizado às 13:45
Donald Trump
Crítico ao aperto monetário que vem sendo realizado pelo Fed, Trump tem lançado uma série de provocações ao BC americano - Imagem: Shutterstock

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, comemorou em seu perfil no Twitter que os preços do petróleo estejam caindo e indicou que isso se deve às suas políticas. Além disso, ele citou o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) no tuíte, ao comentar que a inflação está recuando.

"Tão bom ver que os preços do petróleo estão caindo (obrigado, presidente T). Adicione isso, que é como um grande corte nos impostos, a outras boas notícias econômicas. Inflação indo para baixo (você está ouvindo, Fed?)", escreveu Trump.

Nesta semana, Trump já havia comemorado a queda nas cotações do petróleo, além de ter dito que uma ruptura com a Arábia Saudita provocaria uma forte alta nos preços, o que ele pretendia evitar. Em comunicado emitido pela Casa Branca na terça-feira, o presidente americano reafirmou seu apoio ao governo saudita, ao dizer que os dois países têm trabalhado juntos para "manter os preços do petróleo em níveis razoáveis", algo que, para ele, é "importante para o mundo".

O tombo recente nos preços do petróleo também levou para baixo os rendimentos dos títulos públicos americanos à medida que os investidores acreditavam na menor perspectiva de inflação futura nos Estados Unidos, o que não faria com que o Fed acelerasse o aperto de sua política monetária. Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o barril do petróleo WTI passou de US$ 75,30 no início de outubro para US$ 50,42, no menor nível desde outubro de 2017.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

O RUÍDO PERSISTE

Renda mínima permanente? Presidente da Câmara dá a entender que Auxílio Brasil pode se tornar política contínua

Expectativa é de que a mera menção a um programa de renda mínima permanente mantenha a pressão sobre os ativos financeiros locais

Quem dá mais?

A CCR (CCRO3) e o leilão da Dutra: o que está em jogo para a companhia?

A CCR (CCRO3) administra a Dutra desde 1996. Mas, com o novo leilão marcado para essa sexta (26), a empresa pode perder a concessão

ÚLTIMO ADEUS?

De malas prontas para deixar a B3, Banco Inter (BIDI11) reverte prejuízo em lucro líquido de R$ 19,2 milhões no terceiro trimestre

O banco digital também celebrou a marca de 14 milhões de clientes no período, um salto de 94% na comparação com o terceiro trimestre de 2020

Tecnologia em foco

As big techs na balança: veja como foi o trimestre de Google, Microsoft e Twitter

Três das principais big techs americanas reportaram seus balanços nesta noite; veja como se saíram Alphabet/Google, Microsoft e Twitter

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Pressão nos juros, Elon Musk mais rico e o brilho das ações das elétricas

As projeções de bancos e economistas para a alta da Selic não param de subir. É possível ver essa tendência semanalmente no boletim Focus, divulgado toda segunda-feira pelo Banco Central, em relatórios de diversas casas de análise e na curva dos juros futuros — que não param de ser revisados para patamares cada vez mais […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies