Menu
2019-04-04T14:14:53-03:00
Estadão Conteúdo
Crescimento lento

China precisa de política “relativamente acomodatícia”, diz chefe do PBOC

Economia doméstica chinesa vem desacelerando com impactos externos, segundo presidente do BC Chinês, Yi Gang

14 de dezembro de 2018
6:42 - atualizado às 14:14
presidente-da-china
Presidente da China, Xi JinpingImagem: Fotos Públicas/Kremlin

O presidente do Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês), Yi Gang, disse que o país precisa de condições monetárias "relativamente acomodatícias" num momento em que o crescimento da economia doméstica se desacelera.

A autoridade monetária também precisa levar os impactos externos em consideração, afirmou Yi, ressaltando que uma política excessivamente relaxada e juros baixos podem afetar a taxa de câmbio, segundo o portal de notícias chinês Sina.com.

A taxa média de alavancagem da China se mantém estável de modo geral e a melhor estratégia para lidar com o elevado índice de alavancagem ou bolhas de ativos é por meio de "deflação lenta, pouso suave e ajustes constantes", disse Yi durante fórum realizado no fim da quinta-feira, 13.

"Quando a economia ou mercados enfrentam choques externos, ainda temos condições de dar uma mão a tempo de estabilizar o mercado financeiro, principalmente a confiança do público", disse o chefe do PBoC, em evento organizado pelo portal de notícias e pelo Fórum 50 de Economistas Chineses (CE50).

Mais adiante, acrescentou Yi, o PBoC vai se esforçar para direcionar mais recursos a empresas pequenas e privadas. O crédito de fontes bancárias não tradicionais, do chamado setor paralelo, é necessário para complementar os empréstimos oficiais, comentou ele.

Nos últimos meses, reguladores e governos locais têm prometido oferecer mais ajuda a empresas privadas que enfrentam dificuldades em um meio a uma campanha de Pequim para reduzir a concessão de crédito pelo setor bancário paralelo. Mais recentemente, nas últimas semanas, bancos chineses prometeram ampliar empréstimos para companhias privadas.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Rapidinhas da semana

BLINK: Magalu ou ViaVarejo? Quem mandou melhor no 1º trimestre?

Felipe Miranda, sócio-fundador e CIO da Empiricus, fala sobre Magalu, ViaVarejo e muito mais no Blink

Virando a chavinha

Agibank traça estratégia para abandonar imagem de ‘financeira’

Banco gaúcho quer alcançar marca de 35 milhões de clientes em 6 anos

O melhor do Seu Dinheiro

O dragão à solta, Elon Musk, bitcoin e outras notícias que mexeram com seus investimentos

O temor com o retorno da inflação nos EUA, as falas de Elon Musk sobre o bitcoin, as ações de empresas em recuperação judicial e outros destaques da semana

Como vai ser?

Decisão sobre ICMS vai destravar ações, dizem especialistas

Cobrança continuará até que Receita seja autorizada a alterar sistema

Efeitos da reestruturação

CEO da Cogna afirma que ajustes feitos em 2020 já mostram primeiros resultados

Rodrigo Galindo cita margem Ebitda recorrente e prazo médio de recebimento de alunos pagantes como efeitos positivos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies