Menu
2019-04-04T14:14:53-03:00
Estadão Conteúdo
Crescimento lento

China precisa de política “relativamente acomodatícia”, diz chefe do PBOC

Economia doméstica chinesa vem desacelerando com impactos externos, segundo presidente do BC Chinês, Yi Gang

14 de dezembro de 2018
6:42 - atualizado às 14:14
presidente-da-china
Presidente da China, Xi JinpingImagem: Fotos Públicas/Kremlin

O presidente do Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês), Yi Gang, disse que o país precisa de condições monetárias "relativamente acomodatícias" num momento em que o crescimento da economia doméstica se desacelera.

A autoridade monetária também precisa levar os impactos externos em consideração, afirmou Yi, ressaltando que uma política excessivamente relaxada e juros baixos podem afetar a taxa de câmbio, segundo o portal de notícias chinês Sina.com.

A taxa média de alavancagem da China se mantém estável de modo geral e a melhor estratégia para lidar com o elevado índice de alavancagem ou bolhas de ativos é por meio de "deflação lenta, pouso suave e ajustes constantes", disse Yi durante fórum realizado no fim da quinta-feira, 13.

"Quando a economia ou mercados enfrentam choques externos, ainda temos condições de dar uma mão a tempo de estabilizar o mercado financeiro, principalmente a confiança do público", disse o chefe do PBoC, em evento organizado pelo portal de notícias e pelo Fórum 50 de Economistas Chineses (CE50).

Mais adiante, acrescentou Yi, o PBoC vai se esforçar para direcionar mais recursos a empresas pequenas e privadas. O crédito de fontes bancárias não tradicionais, do chamado setor paralelo, é necessário para complementar os empréstimos oficiais, comentou ele.

Nos últimos meses, reguladores e governos locais têm prometido oferecer mais ajuda a empresas privadas que enfrentam dificuldades em um meio a uma campanha de Pequim para reduzir a concessão de crédito pelo setor bancário paralelo. Mais recentemente, nas últimas semanas, bancos chineses prometeram ampliar empréstimos para companhias privadas.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Vai vir antes?

Ata do Copom leva bancos a antecipar início de alta da Selic

Segundo a ata, parte dos integrantes do Copom já considerava a necessidade de mexer na Selic por fatores como a elevação da inflação.

Impacto

Confiança do comércio da FGV cai 0,9 ponto em janeiro ante dezembro (90,8 pontos)

Em médias móveis trimestrais, o indicador recuou 1,7 ponto, na terceira queda seguida.

quer investir?

Locaweb desdobra ações para facilitar entrada de novos acionistas

Papéis serão desdobrados na proporção de um para quatro novos, depois de acumularem alta de mais de 400% desde estreia

o melhor do seu dinheiro

Bitcoin: novos investidores te podem curtir numa boa

Tal como Caetano ao encarar Sampa, chamei de mau gosto o que vi quando tomei conhecimento do bitcoin pela primeira vez. Afinal, que valor poderia ter uma autoproclamada moeda criada por um programador anônimo e que não era reconhecida por nenhum governo? Ainda não havia para mim o Seu Dinheiro, e toda a referência que […]

Esquenta dos mercados

Mercado amanhece cauteloso na expectativa por Fed e big techs

Fed deve ter uma mensagem dovish, o que garante os estímulos monetários que sustentam a liquidez global e fazem a festa dos emergentes.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies