Menu
2018-12-05T19:33:21-02:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Mão na massa

Cade tem reunião movimentada e abre investigações contra Petrobras e o setor financeiro

Monopólio da petroleira no refino da commodity e práticas anticompetitivas das financeiras serão os focos dos processos

5 de dezembro de 2018
19:15 - atualizado às 19:33

A reunião ordinária do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) foi recheada de decisões que impactam direto no bolso do investidor. A primeira delas é sobre um inquérito aberto pelos conselheiros para investigar se a Petrobras abusa de sua posição dominante no refino de petróleo. O órgão que controla o mercado suspeita que a estatal aproveite da situação de quase monopólio para determinar os preços dos combustíveis no mercado brasileiro.

O pedido de abertura de inquérito foi levado pelo presidente do Cade, Alexandre Barreto, ao tribunal do conselho, que aprovou a investigação. Vale lembrar que uma das punições previstas em caso de comprovação do abuso é que a empresa venda refinarias.

A Petrobras tem hoje 98% do mercado de refino de petróleo brasileiro, o que na prática é praticamente um monopólio. Barreto lembrou que a Petrobras detém 13 refinarias, ante apenas 4 das concorrentes - sendo que dessas uma não está processando petróleo e outra está em recuperação judicial.

Setor financeiro também na mira

A segunda investigação do Cade vai atingir em cheio os setores financeiro e de meio de pagamentos. O conselho decidiu apurar práticas anticompetitivas dentro desses grupos após a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovar nesta terça-feira, 4, um relatório com sugestões para reduzir os spreads bancários no Brasil.

Esse relatório afirma a necessidade de se fortalecer o sistema de garantias, permitir o compartilhamento de informações e punir condutas anticompetitivas. Entre as sugestões do documento estão a redução do peso do crédito direcionado  e o combate às barreiras para que novas instituições financeiras entrem na disputa com os bancões.

*Com Estadão Conteúdo.

 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Salto

Crédito imobiliário cresce 7,4% em outubro e soma R$ 13,9 bi, diz Abecip

No comparativo anual, foi visto salto de 84%, conforme dados divulgados pela Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip).

de olho no teto de gastos

Governo busca saída legal se tiver de prorrogar pagamento do auxílio

Se o Congresso resolver aprovar a prorrogação, sem ser via crédito extraordinário, os gastos com o pagamento do auxílio vão concorrer com o teto de gastos no espaço orçamentário

Inovação

Petrobras lança plataforma de soluções finaneiras para fornecedores

A Petrobras informa que lançou o Programa Mais Valor, nova ferramenta de soluções financeiras para fornecedores. Segundo a estatal, o piloto começou na semana passada e, a partir do dia 30 deste mês, a ferramenta estará aberta às empresas interessadas em antecipar faturas com taxas mais competitivas. A expectativa da estatal é de que o […]

HOMEM NEGRO ESPANCADO

Carrefour reitera que está tomando medidas após morte de João Alberto de Freitas

Empresa divulga comunicado um dia após perder quase R$ 2 bilhões em valor de mercado por conta do episódio

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta terça-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies