Menu
Nicholas Sacchi
Crypto News
Nicholas Sacchi
2018-09-28T18:48:09-03:00
Criptomoedas

Os volantes mais birutas do mundo disputam mais uma corrida maluca

Coinbase, a queridinha dos Estados Unidos, resolveu atualizar sua política de listagem de tokens para incluir mais ativos.

28 de setembro de 2018
18:48

Trabalhar no desenvolvimento de um negócio nunca é tarefa fácil. Digo isso porque me lembro bem do desafio de quando assumi essa área na exchange de cripto em que trabalhei.

São inúmeras variáveis a serem consideradas, como metas para a equipe de vendas, definição de estratégias de marketing, discussões de pautas sobre conteúdos para mídias sociais, campanhas para atrair novos clientes, elaboração de conteúdo educacional e por aí vai…

Em um mercado novo, recheado de novas oportunidades, todo mundo quer pegar uma fatia do bolo. Prova disso foi o grande número de exchanges que surgiram de um ano para cá.

Destacar-se frente aos concorrentes muitas vezes é uma tarefa árdua. Mais ainda quando se trata de concorrência no espaço internacional.

Quanto mais representatividade a sua exchange tem no mercado, mais projetos vão querer ter seus tokens listados em sua plataforma de negociação. Afinal, com um grande volume de clientes, você tem tudo de que o mercado mais precisa: liquidez.

Para as exchanges, a listagem é um baita negócio. Listar seu token numa exchange de grande volume vai te custar alguns milhões de dólares. É o preço que se paga para gerar fluxo de negociação no seu ativo.

E num mercado fragmentado como o de criptoativos, quanto mais exchanges listarem o seu token, melhor.

Pois é justamente nesse contexto que a Coinbase, a queridinha dos Estados Unidos, resolveu atualizar sua política de listagem de tokens.

A empresa anunciou nesta semana, em seu perfil no Twitter, que “o novo processo de listagem nos permitirá adicionar rapidamente a maioria dos ativos digitais que atendem aos nossos padrões e seguem as legislações locais”.

Um baita negócio para a startup, que é a porta de entrada de grande parte dos investidores americanos no mundo cripto. Atualmente, a Coinbase tem apenas cinco criptos listadas: bitcoin, litecoin, ethereum, ethereum classic e bitcoin cash.

Num mercado global, com exchanges do mundo todo listando uma variedade cada vez maior de ativos, quem não se adequar vai ficar para trás.

Como sugeri no título do texto, é uma verdadeira corrida maluca…

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Alta nos preços

Preço do diesel no Brasil está entre os que mais subiram no mundo, diz estudo

Segundo o documento, na 1ª semana deste mês, o diesel ficou mais caro em 6 dos 7 países analisados

Operações de crédito

BNDES: desembolsos de 2021 deverão ficar acima de R$ 60 bi, diz Bianca Nasser

“A retomada da economia vem sendo aguardada e esperamos que o BNDES continuará tendo papel contracíclico em 2021”, diz a diretora

Sob nova direção

BR Distribuidora anuncia Wilson Ferreira Junior, da Eletrobras, como novo presidente

O executivo vai ocupar o lugar de Rafael Grisolia, que deixará o comando da rede de postos de combustíveis no fim deste mês

Mercados hoje

Dólar sobe em dia de feriado na B3 e bolsas perdem força lá fora; Eletrobras desaba em NY

Setor de tecnologia sustenta os índices S&P500 e Nasdaq em alta em meio a preocupações com avanço da covid-19; ações brasileiras caem em NY

Recuperação judicial

Oi recebe propostas acima do valor mínimo por unidade de fibra ótica

A operadora espera vender uma fatia de 25,5% a 51% de seu negócio de fibra ótica, por uma avaliação mínima de R$ 20 bilhões, incluindo dívida

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies